Sabesp renova parceria com a Fazenda Lageado

A Sabesp que é “Empresa Amiga da Fazenda Lageado” desde 2007, renovou sua parceria com o Núcleo responsável pela área histórica da Fazenda Lageado e o Museu do Café. Dessa forma será instalado um painel na entrada da Fazenda Lageado, junto a Portaria II, localizada na Rodovia Alcides Soares.  Pela parceria o painel irá divulgar a área histórica e também levará a logomarca da empresa patrocinadora.

O coordenador do Núcleo. Jose Eduardo Candeias aponta que o mês de maio foi fechado com exatos 2.280 visitantes. Acrescentando aos números acumulados desde janeiro, o Museu atingiu a marca de 10.820 visitantes. Já, o acumulado de janeiro de 2006 a maio de 2014 atinge 138.773 visitantes.

“Esses números demonstram que o Museu atualmente se tornou um grande atrativo turístico em função do trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2006, que conta com o apoio dos patrocinadores e, fundamentalmente, graças à divulgação feita pela mídia (jornais, revistas, televisão, rádio e mídia eletrônica). Também surpreende o número de estrangeiros que visitam o Museu”, disse Candeias.

Ainda sobre visitas, no período de janeiro a maio, o Museu recebeu um total de 1.023 alunos provenientes de diversas instituições de ensino de Botucatu, e cidades da região. Essas visitas são agendadas previamente e os grupos são atendidos desde a chegada pelos monitores, que acompanham a turma em todas as salas do Museu e posteriormente no interior de alguns prédios da área histórica. Das cidades que trouxeram alunos, destaca-se: Palmital, Ipaussu, Avaré, Pederneiras, Bofete, Areiópolis, Itatinga e Pratânia.

Outro projeto do Museu, “Lugares de Aprender” recebeu em abril (quando as visitas tiveram inicio) e maio, um total de 315 alunos. Esse projeto é coordenador pela Secretaria de Estado da Educação, e pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação – FDE, e tem como objetivo propiciar aos alunos o contato direto com museu, e instituições que possam acrescentar conhecimento e informação ao currículo trabalhado em sala de aula. O Museu foi a primeira instituição de Botucatu a ingressar no projeto, em 2009. Para o segundo semestre as visitas já estão agendadas e acontecem todas as terças feiras no período da tarde.

 

Doação

 

No mês de maio o Museu recebeu de Silvia Maria Ceriliani, de Botucatu, a doação de uma luminária pública, estilo lampião, modelo que foi muito utilizado nas ruas da região central da cidade de São Paulo. O objeto foi fabricado nos Estados Unidos pela empresa “General Eletric Co”. Diversos exemplares dessa luminária ainda podem ser vistos nas ruas centrais da capital sendo que, maioria delas é instalada em postes de ferro todos com rico acabamento. Em breve o objeto doado será instalado em um dos espaços do Museu do Café. Essa doação faz parte do projeto “Da Minha Casa para o Nosso Museu”.

O Museu também confeccionou um novo lote de filipetas para serem distribuídas junto aos parceiros do projeto, e também em hotéis e estabelecimentos que recebem turistas. O material será impresso em português e inglês e apresenta informações sobre o Museu do Café e a Fazenda Lageado.