Parque Municipal vai sediar a 20ª Feira do Verde

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, promove de 4 a 7 de setembro a 20ª edição da Feira do Verde. Pelo segundo ano consecutivo ela será realizada no Parque Municipal Joaquim Amaral Amando de Barros, Jardim Paraíso, região Norte da Cidade, sempre das 9 às 21 horas. O tradicional evento, iniciado em 1994, sempre é uma excelente opção de lazer às famílias em pleno mês de chegada da primavera.

Serão cerca de 20 expositores que irão comercializar diversas espécies de plantas ornamentais, vasos e sementes, equipamentos de jardinagem e materiais para paisagismo, artesanato em bambu e madeira, serviços de consultoria ambiental, entre outros. Apresentações artísticas, trilha monitorada pelo parque e praça de alimentação também irão compor as atividades da feira.

O público ainda poderá participar dos seguintes cursos gratuitos: Noções de Arborização Urbana; Arranjo Floral; Decoração de Jardins com Materiais Recicláveis; Cultivo de Plantas Medicinais e de Orquídeas. Eles serão realizados na escola municipal Luiz Carlos Aranha Pacheco, localizado ao lado do Parque Municipal. É recomendado que os interessados procurem antecipadamente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente para efetuar a inscrição, uma vez que as vagas para os cursos são limitadas.

“A Feira do Verde é mais uma ação que fortalece a vocação de Botucatu em saber cuidar bem do Meio Ambiente. Somos uma das pouquíssimas cidades do Estado que possui 13% de seu território preenchido por copas de árvores. Já plantamos mais de 50 mil árvores desde 2009 até agora. Não é a toa que a Cidade foi campeã do programa Município Verde Azul em 2012 e continua entre as dez que melhor tem políticas públicas voltadas ao Meio Ambiente em São Paulo”, argumenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Perseu Mariani.

A Feira do Verde 2014 conta com o apoio da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp; Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo (Cedepar); Círculo Orquidófilo Botucatuense; e Sabesp.