Mutirão arrecada 15 toneladas de lixo eletrônico

A quarta edição do Mutirão do Lixo Eletrônico, promovida pela Secretaria de Meio Ambiente de Botucatu, arrecadou em cinco dias de campanha (11 a 15 de maio) mais de 15 toneladas de material como aparelhos de TV e som, celulares, computadores, monitores, impressoras, pilhas, baterias, entre outros. Neste ano, além de Botucatu, a iniciativa envolveu as cidades vizinhas de Itatinga e Pardinho.
 
“O mutirão foi mais uma vez um sucesso, superando as 13 toneladas do ano passado. Gostaríamos de agradecer toda a população, as empresas e parceiros envolvidos nesta causa que é de todos. Afinal, os eletrônicos possuem elementos químicos bastante nocivos ao meio ambiente e consequentemente à saúde do ser humano. Hoje são 15 toneladas, que ao invés de ir parar no lixo comum, podendo contaminar rios e solo, terão a destinação correta. Esta é mais uma ação que nos diferencia no programa Município Verde-Azul, no qual somos bicampeões”, argumenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Perseu Mariani.
 
O Mutirão de Lixo Eletrônico deste ano contou com a colaboração da Transportadora Aquariun, Bibliotecas da Unesp, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac),  Faculdade de Tecnologia de Botucatu – FATEC, Empresa Júnior do Curso de Física Médica  Nucleon Jr., Instituto Jatobás, Jornal do Pardinho, Centro Max Feffer, Rádio Paixão FM, Centro Flora, MultCopy,  Associação Atlética Ferroviária (AAF) e BSX Lâmpadas. Todos receberão o “Certificado de Destinação Correta” (CDC).
 
Vale lembrar que a própria sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente é um ponto permanente de descarte de lixo eletrônico, que recebe mensalmente cerca de 2 toneladas de material que é encaminhado à cidade de Rio Claro, onde uma empresa especializada em logística reversa dá a destinação correta a produtos eletrônicos.