Museu de Anatomia de Botucatu recebe estudantes

Na próxima segunda-feira (2), a partir das 8 horas, um grupo de deficientes visuais e auditivos visitarão o Museu de Anatomia do Instituto de Biociências (IB) da Faculdade de Medicina (FM) da Unesp de Botucatu. Segundo a coordenadora do projeto, Selma Maria Michelin Matheus, docente do Departamento de Anatomia, pelo fato de os materiais didáticos convencionais não possibilitarem a percepção dos órgãos internos aos alunos com deficiência visual, foi desenvolvido um modelo por profissionais das áreas de Anatomia e Embriologia, que levaram em consideração as dificuldades que esses alunos normalmente encontram na sala de aula.

“O modelo representa, com diferentes texturas e cores contrastantes, o aparelho reprodutor feminino e a fecundação de maneira a auxiliar no processo de ensino e aprendizagem”, explica Selma Matheus. “As cores fortes foram empregadas para atender os que possuem baixa visão”, emenda.

O Museu também recebe alunos do Ensino Fundamental (8° e 9° anos) e Ensino Médio (1°, 2° e 3° anos). A visita ao Museu de Anatomia envolve exposição teórica-prática com base no material do acervo anatômico; aula teórico-prática sobre o tema métodos anticoncepcionais e doenças sexualmente transmissíveis (DST), cuja abordagem anátomo-fisiológica promove a revisão de vários conceitos biológicos. Durante a visita os alunos devem ser acompanhados pelo professor responsável pela turma.

A formação do Museu de Anatomia decorre da organização de peças secas e úmidas utilizadas em salas de aula para os diversos cursos do IB, sendo que esse acervo inclui peças preparadas desde 1963. O material anatômico tem sido catalogado e mantido no Museu, para exposição, consulta e estudos aos interessados.

Com esse projeto propõe-se a articulação do ensino, através de visitas escolares, ampliando a relação entre a universidade e a sociedade, favorecendo uma aprendizagem recíproca de alunos e professores, promovendo a valorização da escolha profissional e contribuindo para revisão de conceitos biológicos pelos docentes acompanhantes. Para isto são organizadas visitas semanais ao Museu onde são recebidos alunos do Ensino Médio do município de Botucatu e de cidades vizinhas. Participam do projeto alunos do curso de biologia.