Meio Ambiente obtém recursos para coleta seletiva

O Governo do Estado de São Paulo assinou convênios com 64 municípios, entre eles Botucatu, que beneficiará a área do Meio Ambiente. Serão repassados R$ 250 mil para a construção de um novo barracão de 300 metros quadrados ao lado da Usina de Reciclagem [instalada ao lado do Aterro Municipal – Rodovia Eduardo Zuccari /BTC-040] para melhor armazenamento do material triado e aquisição de mais um caminhão para auxiliar na coleta seletiva. O investimento é via Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (Fecop).

Iniciada em dezembro do ano passado, a coleta seletiva já tem trazido resultados positivos a Botucatu. No passado eram 10 agentes integrantes da cooperativa, que recolhia cerca de 30 toneladas/mês de material reciclado em pontos restritos da Cidade como supermercados, empresas e condomínios.

Hoje este volume já chega a 70 toneladas/mês e com a participação de mais de 20 cooperados, que se dedicam mais à tarefa de triagem do material, que depois é comercializado a empresas que fazem o processamento dele. A coleta é realizada pela equipe do novo consórcio Botucatu Ambiental [formado pelas empresas Revita Engenharia S/A e Monte Azul Engenharia LTDA.

“A tendência é que este volume de lixo a ser reciclado aumente ainda mais com o passar do tempo. Isso garante economia na disposição desse material que poderia acabar indo parar no aterro, prejudicando nosso meio ambiente, além gerar mais renda aos nossos agentes ambientais da cooperativa, que tem um papel social e ambiental importantíssimo. Ações como essa fortalecem ainda mais a vocação de Botucatu, que é atual bicampeã do programa estadual Município Verde-Azul”, argumenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Perseu Mariani.