Meio Ambiente e VAS concluem aulas de preservação

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) de Botucatu concluiu um ciclo de atividades de conscientização ambiental realizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da região Leste da Cidade. As atividades tiveram início no dia 1º de abril e também foram realizadas com apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Instituto Floravida.

Dando continuidade ao ciclo de atividades de conscientização ambiental nos Cras Leste no dia 8 de abril, a equipe do Poder Público Municipal desenvolveu com o grupo ‘“Renda Cidad㔠atividades que abordaram a importância de uma melhor gestão dos resíduos sólidos para a saúde e meio ambiente.

Na oportunidade também foi realizada uma degustação de receitas do programa “Alimente-se bem” do Sesi, que enfatiza a utilização de diferentes partes dos alimentos, como cascas de frutos e vegetais. A atividade reduz assim a quantidade de lixo e enriquecendo a dieta.

Já no dia 9 de abril os adolescentes do grupo “Pró Jovem” visitaram o projeto “Escola vai a Mata”, no Instituto Floravida. No local os jovens tiveram a oportunidade de conhecer a horta orgânica, os canteiros de plantas medicinais, passaram por fragmentos de vegetação pertencentes tanto ao bioma Cerrado, quanto Mata Atlântica, participaram de dinâmicas e assistiram vídeos sobre reciclagem.

Para encerrar o ciclo de atividades no Cras Leste, ainda foram realizadas palestras com os adolescentes do “Pró Jovem”. Nelas foram abordadas a temática do lixo e dinâmicas de sensibilização ambiental, em que cada um dos participantes representava um aspecto do ecossistema do “Jardim Ciranda” como, por exemplo, um animal, planta, rocha, rio e tipo de resíduo.

Segundo a educadora ambiental, Maria Helena Nahssen, com esta atividade os participantes puderam perceber como era o ecossistema antes das atividades humanas e depois delas, como algumas ações humanas causaram impactos para os demais seres vivos, e como podemos modificar a situação atual.

“É fundamental que haja uma mudança de paradigma em relação aos hábitos de consumo e a maneira que tratamos nosso lixo. A Educação Ambiental é um instrumento crucial nesse processo de criação de consciência”, salienta. Ainda de acordo com a educadora ambiental, todas estas atividades de conscientização também serão desenvolvidas nos demais Cras da Cidade.