Jogo de capoeira entra nas escolas do município

Diversas escolas do município estão engajadas no projeto desenvolvido pelo Grupo Brasil Capoeira com a finalidade de difundir esse esporte para alunos da rede escolar. O esporte pode ser praticado a partir dos seis anos de idade, não existindo idade máxima.

As aulas são ministradas pelo professor contra mestre Daniel de Oliveira Benvindo, o Buda, de 20 anos. As aulas são gratuitas e acontecem todas as terças e quintas-feiras, das 19 ? s 20h30, em uma sala no Estádio Municipal João Roberto Pilan – Inca, na Vila Antártica e as inscrições podem ser feitas no local. O aluno só tem o custo do uniforme.

“Temos tido um número considerável de alunos da rede escolar que estão nos procurando com o objetivo de conhecer o jogo da capoeira que hoje é praticado no Brasil inteiro. É um esporte salutar onde o principal fundamento é a defesa”, colocou Buda.

Ele ressalta que está conseguindo desenvolver o projetos para estudantes em razão da parceria que fez com o secretário municipal de Esportes, professor Antônio Carlos Pereira e com o ex-goleiro e professor de futebol nas categorias de base, João Marcos que cedeu uma sala no Estádio Municipal.

“Não posso deixar de agradecer os professores Pereira João Marcos. Sem o apoio deles nosso projeto não teria alcançado o patamar que chegou. Estou muito satisfeito com interesse das crianças pela capoeira que é um esporte que pode ser praticado por crianças, de ambos os sexos, a partir dos seis anos, até para pessoas que já passaram dos 100 anos. É um esporte para todos”, frisou Buda.

{n}Jogo de capoeira{/n}

A capoeira foi uma forma de expressão criada por escravos africanos trazidos ao Brasil e seus descendentes na época da colonização do país. Como a luta não era permitida, os negros disfarçavam as técnicas de combate em um inofensivo jogo.

A arte cresceu como um método de defesa e, por ter de ser escondida, acabou se convertendo em dança. Virou uma simulação de combate em que os capoeiristas seguem o ritmo do berimbau (instrumento-símbolo da capoeira), marcando o início e o final do combate com a música.

Os jogadores, durante o jogo, colocam em ação os movimentos e as técnicas de luta, como a defesa, os chutes e as esquivadas, com a expressão corporal. A modalidade é caracterizada por movimentos ágeis e complexos, que utilizam os pés, as mãos e elementos ginástico-acrobáticos, todos incorporados a uma malandragem tipicamente brasileira. Existem alguns movimentos na capoeira que a diferenciam de outras artes marciais, como as rasteiras, as cabeçadas e as acrobacias circenses.

Fotos: David Devidé