Imperial ganha nova sede para unidade socioeducativa

A Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal da Assistência Social, inaugurou na manhã desta terça-feira (12), a nova sede da Unidade Socioeducativa do Parque Imperial, localizada no setor Oeste de Botucatu na Avenida Brasil, nº 223. Foi investido pelo Poder Público Municipal R$ 115.596,85 na construção de um novo imóvel feito pela empresa Negrão & Negão Construtora LTDA, vencedora do processo licitatório. A obra foi executada no período de seis meses.

Com a nova sede, as condições de atendimento oferecidas para 110 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 15 anos, no projeto socioeducativo do Parque Imperial irão melhorar. A unidade passará a contar com cozinha, amplo refeitório, despensa, lavanderia, dois banheiros e outros dois sanitários adaptados para pessoas com deficiência, além de área para atividades recreativas. A unidade socioeducativa oferece oficinas de hip-hop, capoeira, artesanato, natação, dança, música (violão e flauta), circo, e teatro nos contra turnos escolares de nossos jovens.

De acordo com Cleusa Fátima da Silva Freitas, assistente social e coordenadora do projeto do Parque Imperial, o imóvel até então utilizado para atender as crianças e adolescentes da região limitava as atividades desenvolvidas.

“Com esta nova sede, mais bonita, arejada e com maior espaço, o nosso trabalho vai melhorar e muito. Estamos muito ansiosos para ver o novo prédio em funcionamento. Sentimos que o projeto era quase um pedido de socorro para muitas famílias que querem ver seus filhos longe das drogas e marginalidade. O orgulho de trabalhar aqui é maior porque é uma região muito carente, mas que possui uma comunidade participativa”, salienta.

A secretária municipal de Assistência Social, Maria Della Coletta, também está entusiasmada com mais uma grande obra que sai do papel. Segundo ela, as unidades socioeducativas do Município têm um papel fundamental de proteção, orientação e assistência aos jovens mais carentes. “E no Parque Imperial era ainda mais necessária a reformulação. Desde o início do governo do prefeito João Cury Neto tínhamos a intenção de oferecer melhores condições aos assistidos nesta região. É nosso dever garantir que os projetos sociais mantenham-se bem estruturados fisicamente e com ótimos profissionais para que nossas crianças e jovens tenham a possibilidade de crescer longe da violência e com boas perspectivas de vida”, destaca.

O projeto socioeducativo no Parque Imperial teve início em 2002 ainda com o nome de “S.O.S Bombeiros”, uma iniciativa do governo do Estado de São Paulo para atender comunidades da Vila Real, Parque Marajoara, Jardim Santa Elisa, Riviera, entre outros do setor Oeste da Cidade. O Executivo assumiu integralmente o projeto em 2008, quando ainda eram atendidas cerca de 70 crianças e adolescentes. O projeto foi reestruturado por completo e agora passa a contar com uma nova sede.

Na oportunidade de inauguração da nova unidade socioeducativa, a Assistência Social também fez a entrega dos kits de uniformes aos assistidos pelo projeto do Parque Imperial.

Por: Quico Cuter

Fotos: Macaru