FCA recebe visita de alunos da Escola Suíço-Brasileira

O Sítio Modelo da Faculdade de Ciências Agronômicas, (FCA) na Fazenda Experimental Lageado, recebeu a visita de 40 alunos de ensino médio da Escola Suíço-Brasileira, sediada em São Paulo. A visita faz parte do projeto “Semana de Enfoque Curricular”, no qual os alunos entram em contato com os mais variados temas.

Ao chegar, os estudantes foram recebidos pelo professor Edmar José Scaloppi, do Departamento de Engenharia Rural da FCA, que apresentou sistemas alternativos de irrigação de baixo custo, como a irrigação por sulcos, a irrigação por aspersão e a irrigação por gotejamento. Os sistemas apresentados pelo professor aproveitam materiais que normalmente seriam descartados pelos agricultores. Dessa forma, todo o processo de produção agrícola acaba por ter um custo muito abaixo do que normalmente é investido.
Para o aluno do primeiro ano do ensino médio, Pedro Azevedo, o dia foi de grandes descobertas. “Para mim, tudo aqui é novidade. Não conhecia nada sobre irrigação e tenho certeza que se alguém da sala vier a trabalhar na área irá se lembrar do que vimos essa semana”.

Na sequência a professora Renata Batista Fonseca, do Departamento de Recursos Naturais apresentou aos alunos uma área do sítio que é destinada ao reflorestamento de espécies arbóreas nativas e está localizada em uma área de preservação permanente (APP). A professora lembrou a importância de se preservar a mata nativa dessas áreas e chamou atenção para que haja um esforço para aprovar políticas públicas que facilitem essa preservação. “É preciso que haja um incentivo governamental para que o pequeno agricultor possa produzir e preservar ao mesmo tempo. É muito importante que esses jovens saiam daqui com um olhar ambiental”.

Os estudantes visitaram ainda outras localidades da região, como o Sítio Beira-Serra, o bairro Demétria e o assentamento do Movimento Sem Terra (MST) de Iaras. Com isso a professora de Geografia do colégio paulistano, Verônica Caccia Guerra, espera que os alunos possam conhecer e discernir sobre os aspectos positivos e negativos de cada forma de produção agrícola. “Esperamos que eles possam ter maior clareza sobre os aspectos sociais, ambientais e econômicos envolvidos nesse processo”

Fonte: Assessoria de imprensa
Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp – câmpus de Botucatu/SP
Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais – Fepaf