Fazenda Lageado promove reunião internacional

Fotos: David Devidé

Nesta sexta-feira (3), com a presença de grandes especialistas na área de agronomia do mundo, a Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) na Fazenda Lageado, promoveu o encontro internacional sobre o uso da mandioca na alimentação animal (International Meeting: Cassava as animal feeding). A coordenação do evento foi dos professores Magali Leonel, Silvio José Bicudo, Manuel Valdivié Navarro e Walter Motta.

A utilização do amido e outros derivados da mandioca na formulação de rações para alimentação de animais de interesse econômico têm recebido especial atenção de centros de pesquisa tanto no Brasil como no exterior. A preocupação se justifica pela evidente dependência mundial dos produtores de proteínas de origem animal ? cultura do milho.

Destinado a empresários, produtores rurais, profissionais e alunos de graduação e pós graduação em Agronomia, Veterinária e Zootecnia, o encontro teve palestras e mesas redondas sobre o uso da mandioca para alimentação de animais ruminantes e não ruminantes.

Marcaram presença os palestrantes e debatedores estrangeiros Pedro Lezcano Perdigon, Luis Mora Castellanos, Roberto López e Manuel Valdivié Navarro, do Instituto de Ciência Animal de Cuba (ICA) e Hugo Bernal Barragán (Universidad Autonama de Nuevo León / México). Dentre os professores brasileiros estiveram Cláudio Scapinello (UEM), Walter Motta (UFMG) e Dirlei Antônio Berto, Paulo Meirelles e Ana Silvia Alves Meira Tavares Moura (FMVZ/Unesp).

O “International Meeting: Cassava as animal feeding” é uma realização do Centro de Raízes e Amidos Tropicais (Cerat/Unesp), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/Unesp), Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp (FCA/Unesp) e Instituto de Ciência Animal de Cuba (ICA), com apoio da Capes, Sociedade Brasileira de Mandioca (SBM), Sociedade Brasileira de Zootecnia (SBZ), Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) e Prefeitura Municipal de Botucatu.

“De acordo com o professor Silvio Bicudo, a mandioca é uma planta genuinamente brasileira, cultivada em praticamente todo o território brasileiro, além de ser uma planta muito rústica, não muito exigente em termos de solo, é muito apreciada pelos animais. “Tanto a raiz como a parte aérea da mandioca apresentam bom valor nutritivo, podendo ser utilizadas sob várias formas na alimentação animal”, explica o professor que foi um dos promotores do encontro internacional.