Escola do Meio Ambiente celebra 10 anos de atividades

A Escola do Meio Ambiente (EMA) realizou uma confraternização com toda a sua equipe em comemoração ao aniversário de dez anos de criação da escola em Botucatu.  O evento contou com a presença de várias autoridades municipais.

A solenidade teve inicio com o plantio de uma jabuticabeira (foto), com uma homenagem à servidora da Secretaria de Educação, Maria Inêz de Fátima Alves, pelos serviços prestados à escola. Em seguida foi realizada a certificação dos funcionários participantes do concurso de desenho que teve como tema os 10 anos da EMA. A celebração também marcou o lançamento da revista de história em quadrinhos “As aventuras do Espantalho: Conhecendo o Ribeirão Lavapés”, que será distribuído a todos os alunos dos segundos a sextos anos da Rede Municipal de Ensino.

De acordo com a secretária de Educação, Alessandra Lucchesi de Oliveira, após dez anos da criação, a EMA foi reconhecida realmente como uma escola. “Tivemos muitas dificuldades na implantação de uma grade curricular, pois víamos a EMA como um local de passeio, de visitas. Entender ela como uma escola demorou praticamente dez anos. Hoje ela é reconhecida, não só pelos seus professores, pela comunidade botucatuense, como também internacionalmente, através da Unesco, que teve a sua certificação renovada por mais um ano por seus projetos e pelos trabalhos desenvolvidos nas escolas”, argumenta.

 

EMA

A Escola do Meio Ambiente (EMA), vinculada à Secretaria Municipal de Educação de Botucatu, foi inaugurada no dia 12 de abril de 2005. Está localizada no Jardim Aeroporto numa área de pouco mais de 8 hectares da Floresta Municipal Irmãos Villas Bôas, que contempla remanescentes de Mata Atlântica, Cerrado e nascentes do Ribeirão Lavapés.

Desde a sua inauguração, aproximadamente 140 mil alunos da rede de ensino de Botucatu e de municípios vizinhos frequentaram seus caminhos ecopedagógicos ou suas vivências socioambientais.

Segundo Eliane Gabriel, a Escola do Meio Ambiente tem buscado, através da utilização de uma metodologia específica, sensibilizar para a percepção da natureza que a constitui, com suas particularidades, biodiversidade, simplicidade e tudo o que ela pode nos ensinar.

“Embora respaldados pela ciência, através das pesquisas realizadas na área da escola, nosso objetivo não é o de transmitir conteúdos na área de Ciências Biológicas ou de qualquer outra disciplina específica, mas o de apresentar a nossa interdependência com a natureza. Para isso nos fundamentamos na ética de que não somos os únicos seres vivos do planeta, no resgate de valores, na transdisciplinaridade e na afetividade com a natureza. Pretendemos conquistar, através de singelas vivências, um vínculo amoroso entre nossos visitantes e a Escola do Meio Ambiente”, frisa.

A EMA também tem reconhecido seu trabalho em nível nacional e internacional. Em 2009 a escola recebeu o selo “Aqui se Brinca”, da Unilever e, em 2010 recebeu a certificação de escola associada à Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).