Definida empresas que farão reforma em escolas do Município

A Copel (Comissão Permanente de Licitações) realizou na tarde de quarta-feira (5), a abertura dos envelopes com a documentação e as propostas das empresas participantes do processo licitatório para a reforma e adequação do prédio da EMEF “Martinho Nogueira”.

Já na tarde desta quinta-feira (6), a Copel, tornou público os envelopes com a documentação e as propostas das empresas participantes do processo licitatório para a reforma e adequação do prédio da EMEF “Paulo Guimarães”, no Jardim Brasil.

As duas obras em questão foram viabilizadas por meio de convênio celebrado entre a Prefeitura de Botucatu e o Governo do Estado e deverão ter início durante as férias escolares com previsão de duração de seis meses. A Secretaria de Educação elaborou um plano alternativo para que os estudantes não tenham o ano letivo prejudicado. No período em que os serviços estiverem sendo executados os alunos serão atendidos em instalações construídas junto a CEI José Luiz Amat, no Bairro Alto.