Crianças expõem trabalho “Jovens Empreendedores”

Alunos da escola de Ensino Fundamental Paulo Guimarães, em Botucatu, colocaram em prática o conhecimento obtido no programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp), iniciativa do Serviço de Apoio ? s Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo (Sebrae-SP), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Mais de 200 crianças da 1 ª a 3ª séries apresentaram a pais e colegas os resultados das oficinas lúdicas praticadas com o objetivo de despertar as noções de empreendedorismos e planos de negócios. As ações do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos são realizadas em Botucatu desde o início do ano.

Uma pequena loja foi montada para a comercialização entre os estudantes. Ela tem brinquedos feitos a partir de material reciclável. Em outro momento foi mostrada a importância da relação entre meio ambiente e o espírito empreendedor. Por meio de visitas ? Escola do Meio Ambiente e de um sítio no bairro Demétria, em Botucatu, os alunos aprenderam sobre a preservação ambiental e produção agrária sustentável.

Segundo Cecília Peniche, coordenadora do Jepp na escola, o programa tem oferece mais do que o estímulo ao empreendedorismo. Valoriza o trabalho em equipe entre os alunos. “A feira é uma mostra de tudo o que foi desenvolvido nestes meses por meio de atividades que despertaram não somente a veia empreendedora, mas de cooperação e planejamento”, frisou.

No programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos, os professores são capacitados por facilitadores do Sebrae-SP quanto ao conhecimento empreendedor e domínio de oficinas para o ensino em sala de aula. O curso pode ser incluído no currículo regular das próprias escolas onde esses professores trabalham.

“Estimular o ensino do empreendedorismo é essencial, pois, quando vivenciamos desafios desde cedo nos preparamos melhor para oportunidades futuras. O ensino de empreendedorismo se baseia, essencialmente, na construção de posturas pró-ativas diante dos obstáculos da vida”, disse Roberto Augusto dos Santos, consultor do Sebrae-SP e responsável pela implantação do Jepp na região de Botucatu.

A escola Paulo Guimarães é um dos três estabelecimentos de ensino que recebem o projeto na região. As outras são as Escolas Técnicas Estaduais Fausto Mazolla, em Avaré, onde são realizadas ações para levar o empreendedorismo ao ensino técnico e no Ensino Médio; além da Escola Iara Selma Bado, em Laranjal Paulista.