Criadores de aves devem se recadastrar ao Ibama

O presidente da Associação Ornitológica de Botucatu (AOB), Milton Roberto de Oliveira, 36, conhecido “Beto da Animania”, está orientando os criadores de pássaros sobre a necessidade de se fazer o recadastramento até o dia 31 de dezembro para atualização e complementação de dados de inscrição no cadastro do Sistema de Criadores Amadoristas de Passeriformes (Sispass).

Essa normativa é exigida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Produtos Renováveis (Ibama), pois a criação ilegal é crime federal e pode levar o criador a pagar multas e, em alguns casos, até ser recolhido ? cadeia.

Para fazer o recadastramento o interessado não precisa ir a uma unidade do Ibama, já que o processo pode ser feito pela internet por meio do endereço eletrônico www.ibama.gov.br. Basta acessar o sistema, com os documentos pessoais (CNPJ ou CPF) e senha. “Nenhuma pessoa será credenciada ou autorizada a proceder o recadastramento para terceiros”, diz o presidente da AOB.

O recadastramento visa, entre outras coisas, que as pessoas possam continuar a criação sem ter problemas. “Infelizmente hoje em dia um dos mercados que mais cresce é o de comércio ilegal de pássaros, tendo isso em mente o Ibama criou esse sistema que ajudará muitas pessoas que querem criar seus animais, mas da maneira correta”, frisou o presidente.

Outro dado passado pelo presidente é com relação a uma pessoa que esteja querendo iniciar criação ou mesmo manter pássaros silvestres em cativeiro. “Criar pássaros é um hobby muito salutar, mas manter pássaros silvestres em cativeiro sem autorização é crime”, adverte. “Qualquer dúvida que a pessoa tenha pode nos procurar na Avenida Floriano Peixoto, nº 544, no centro, para conhecer os direitos e deveres de um criador”, acrescentou o presidente.