Botucatu terá coleta de embalagens de agrotóxicos

As secretarias de Meio Ambiente, Agricultura e Obras, ao lado da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), promovem em Botucatu no próximo dia 3 de setembro mais uma campanha de Coleta Itinerante de Embalagens Vazias de Agrotóxicos.

Os materiais poderão ser deixados em dois pontos de recolhimento na Cidade: Clube Kaikan – Colônia Santa Marina (acesso pela Rodovia Gastão Dal Farra) – das 9 às 12 horas; e no Centro Comunitário do bairro Faxinal (acesso pelo km 258 da Rodovia Marechal Rondon, sentido Monte Alegre, e BTC 436 – Coronel Francisco Alcântara Garcia da Silva) – das 13 às 15 horas. A iniciativa abrange mais de mil proprietários rurais de Botucatu.

As embalagens recolhidas são encaminhadas à Associação dos Distribuidores de Insumos Agrícolas do Estado de São Paulo (Adiaesp), em São Manuel, onde fica a Central de Recebimento de Embalagens.  Na sequência o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev) cuida de toda logística do sistema de destinação destes materiais, seja para reciclagem ou incineração.

No dia da coleta os funcionários da Adiaesp estarão presentes e farão a conferência das embalagens para verificar se as mesmas estão em conformidade com a lei. Embalagens fora dos padrões não serão aceitas.

Por lei essas embalagens deveriam ser devolvidas pelos próprios produtores diretamente no local onde a revenda indicou na Nota fiscal de compra do produto. Entretanto, muitas vezes estes locais não são próximos e os agricultores têm dificuldades para realizar a devolução.

 

“Campanhas como esta se tornam muito importantes, principalmente para os pequenos produtores uma vez que o acúmulo dessas embalagens nas propriedades pode causar prejuízos aos homens, animais e meio ambiente”, argumenta Rafael Marcelino, engenheiro agrônomo da Cati regional Botucatu.