Biblioteca Comunitária é instalada no Jardim Brasil

Foi inaugurada na tarde na última quinta-feira (26) a Biblioteca Comunitária “Ler É Preciso”, na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Professor Paulo Guimarães”. Este é um projeto do Instituto Ecofuturo em parceria com a Prefeitura de Botucatu que pretende mudar a rotina dos 470 alunos da unidade, além de incentivar a leitura junto ? comunidade do Bairro Jardim Brasil.

Na cerimônia estiveram presentes várias personalidades, entre elas o prefeito de Botucatu, João Cury Neto; o secretário de governo, Narcizo Minetto Júnior; presidente da Câmara Municipal, André Rogério Barbosa (Curumim); diretora da unidade escolar, Sandra Regina Rossito Ferraz Pinto; assistente do Instituto Ecofuturo, Vanessa Spíndola e a vice-diretora da escola, Geni Aparecida de Carvalho. Além de alunos, membros da comunidade e outras autoridades públicas.

A Biblioteca Comunitária da escola Paulo Guimarães faz parte de uma rede de bibliotecas em todo o Brasil, de projeto gerido pelo Instituto Ecofuturo, com execução técnica da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). A biblioteca de Botucatu conta com mil livros dos mais diversos gêneros literários, três computadores, TV, DVD e mobiliário.

Prefeitura de Botucatu comprou parte do mobiliário, como estantes para livros, mesas e cadeiras para leitura, e será a responsável pela manutenção do espaço. Em 2013, a Prefeitura construirá um anexo dentro do terreno da escola para onde será transferida, definitivamente, a Biblioteca.

{n}Incentivo ? leitura{/n}

Foram dez meses de trabalho para a implantação da biblioteca de Botucatu, com a participação de professores e o engajamento da comunidade e de parceiros. Além da oferta de livros, haverá a realização de eventos para incentivar a leitura e integrar comunidade e escola.

“O bairro onde a nossa Emef está localizada cresceu muito na última década. A população carece de um espaço como esse, onde pode ter fácil acesso aos livros e dar continuidade ao trabalho que semeamos em nosso ambiente escolar”, afirma a vice-diretora da escola Paulo Guimarães, Geni Aparecida de Carvalho. A professora foi escolhida pela comunidade para nominar a Biblioteca Comunitária, em uma homenagem por sua dedicação ao ensino em Botucatu.

O prefeito João Cury Neto destacou a parceira com a iniciativa privada para este espaço de incentivo ? leitura, que é um modelo de sucesso. “Trazer esta biblioteca para dentro da escola através da parceira com o Poder Público, é muito importante para os alunos e a comunidade local do Jardim Brasil. A escola forma e a cultura transforma e isto agora com esse novo espaço é realidade na escola Paulo Guimarães”, ressalta.

Ele ainda aproveitou a oportunidade para reforçar ? população que a Escola Paulo Guimarães, umas das cinco unidades municipalizadas em seu governo, irá passar por uma readequação que já foi aprovada pela Câmara Municipal no valor de R$ 770 mil, e logo deverá entrar em licitação. “Esta ação realizada em parceira com Estado vai possibilitar a troca de pisos, telhados, construção de muros, e a melhora da acessibilidade”, informa.

Nas bibliotecas do programa “Ler é preciso” uma das preocupações é poder contar com pessoas preparadas para realizar atendimento ? comunidade Para isso foram realizados cursos de auxiliar de biblioteca e promotor de leitura. Durante o evento foram entregues os certificados aos 22 participantes dos cursos.

Da Assessoria