Avaliação visa relação da Educação Física com estudo

Secretaria Municipal de Educação deve concluir nos próximos dias uma avaliação baseada em um estudo realizado na Universidade “La Sierra”, na cidade de Riverside – Califórnia (EUA), que verificará a existência de uma associação entre a aptidão física com o desempenho dos alunos em sala de aula. Se confirmada tal relação, as aulas de educação física deverão receber uma valorização ainda maior.

A ideia da avaliação surgiu da participação da professora Gisele Cristina Bertoloni, em um evento coordenado pelo professor Robert K. Thomas, do Departamento de Saúde, Ciência e Exercícios da Universidade La Sierra, em que o mesmo apresenta uma relação positiva entre a prática das atividades esportivas, com uma melhora significativa no desempenho dos alunos em sala. “Um debate sobre o impacto da Educação Física no desempenho escolar se fez necessário, já que existem evidências da associação positiva entre educação física escolar e a aprendizagem”, afirma Bertoloni.

A partir dos estudos, a coordenadora decidiu realizar também em Botucatu, os mesmos tipos de testes realizados no país norte-americano. “Avaliamos toda a rede por amostragem. Selecionamos 800 crianças da rede municipal de ensino, aleatoriamente. Conseguimos alunos de todas as salas de aula das escolas municipais, em todas as faixas etárias, para que os mesmos passassem por uma criteriosa avaliação da aptidão física, realizada por mim e pelas professoras Edilaine Michelin e Malu Astolfi Martins, além das estagiárias Fernanda Pereira de Souza, Taís Cristina da Silva e Patrícia Fernandes. Com os resultados de cada um deles, partimos para a segunda fase da avaliação”, explica Gisele.

Na segunda etapa, a avaliação será do desempenho dos alunos em sala de aula, nas disciplinas de língua portuguesa e matemática. “Ainda estamos levantando essas informações através das notas dos boletins de cada um dos alunos. A partir daí, os dados serão cruzados e chegaremos a um resultado que poderá comprovar, ou não, a relação positiva da atividade física com o desempenho em sala de aula. Todas as informações serão entregues a uma equipe especializada em estatística e em cerca de 30 dias teremos os primeiros resultados”, informa a coordenadora de Educação Física.