Audiência sobre Meio Ambiente atrai mais de 20 entidades

O último encontro oficial para modificações, críticas e sugestões do Código Municipal de Meio Ambiente, Política Municipal do Meio Ambiente e Sistema Municipal de Meio Ambiente aconteceu na noite desta terça-feira em uma audiência pública realizada na Câmara Municipal de Botucatu, que contou com a participação dos vereadores Izaias Colino (PSDB), Rose Ielo (PT), Valmir Reis (PPS), Ednei Carreira (PSB), Lelo Pagani (PT), André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB), Carlos Trigo (PT) e Luiz Fontes – Fontão (PSDB).

Além dos vereadores, também marcaram presença as seguintes entidades: Prefeitura de Botucatu, Faculdade de Ciências Agronômicas – FCA/Unesp, Instituto de Biociências – IB/Unesp, Ciesp, Sabesp, Associação Comunitária João de Barro, Associação Brasileira de Biodinâmica, Secretaria de Meio Ambiente de Avaré, Instituto Florestal, Usina São Manuel, Associação Nascentes, Guarda Municipal, SOS Cuesta, Chácara Santo Antônio, Senac, Anidro Centroflora, Duratex, Rádio PRF-8 e Fatec Botucatu.

Com o grande número de participantes envolvidos, as discussões foram realizadas em alto nível, sem grandes alterações, uma vez que o projeto já vem sendo debatido há vários meses na Casa de Leis. O principal ponto encontrado diz respeito à proibição do uso de pesticidas e agrotóxicos e em determinadas regiões, o que pode acabar interferindo na área de pesquisa desenvolvida pela Unesp em Botucatu. Uma cláusula específica para essa área deve ser debatida ainda entre pesquisadores da instituição, Câmara Municipal e secretaria de Meio Ambiente.

Para o presidente da Comissão de Saúde, Educação, Cultura, Lazer, Turismo, Meio Ambiente e Assistência Social do legislativo, vereador Izaias Colino, o último encontro oficial foi bastante proveitoso. “Hoje tivemos uma conversa em altíssimo nível que engrandeceu muito a audiência. A participação das entidades envolvidas foi maciça e creio que chegamos a um denominador comum que vai colocar Botucatu na vanguarda do Estado com um Código Ambiental tão completo”, comentou.

O projeto agora pode receber emendas dos vereadores apenas até o dia 30 de agosto. Os interessados pelo tema podem se inteirar melhor sobre o assunto acessando o portal virtual da Câmara, pelo link: http://www.camarabotucatu.sp.gov.br/portal/diversos/PCL27_2014.pdf