Assinado convênio para o Poupatempo Ambiental

Fotos: Valéria Cuter

Durante a cerimônia de inauguração do Centro de Recuperação de Dependentes Químicos construído em área próxima ao Hospital Psiquiátrico “Cantídio de Moura Campos”, no Jardim Aeroporto, com a presença do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas e o prefeito João Cury Neto assinaram o convênio para a implantação do primeiro Poupatempo Ambiental do estado de São Paulo, em Botucatu. O local escolhido para abrigar essa iniciativa inédita é o Parque Municipal Joaquim Amaral Amando de Barros, no Jardim Paraíso e serão investidos no projeto R$ 1,3 mi.

O Poupatempo Ambiental unificará os serviços ambientais num mesmo espaço, como a Secretaria do Meio Ambiente, a Agência Ambiental da Cetesb, o Instituto Florestal, a Fundação Florestal, Guarda Civil Ambiental e posto da Polícia Ambiental. A implantação permitirá o fornecimento de programas e eventos voltados ? educação e interpretação ambiental para a população, escolas e entidades, facilitando a oferta de serviços de licenciamento ambiental e integrando as unidades de fiscalização.

O secretário Bruno Covas confirmou que a ação pioneira surgiu de uma conversa com o prefeito João Cury. “Essa parceria com o município de Botucatu vai nos permitir mostrar para o restante do estado o quanto a população ganha com essa soma de esforços. Espero que seja uma experiência maravilhosa para que possamos levá-la para outros espaços. O Poupatempo Ambiental, sem sombra de dúvidas, vai ajudar muito a população, garantindo agilidade, rapidez e qualidade na prestação dos serviços ambientais do município e do estado. É um projeto que vai dar certo”.

Feliz com a possibilidade de transformar em realidade um projeto que há quatro anos foi apresentado ao Governo do Estado, o prefeito João Cury afirma que o Poupatempo Ambiental de Botucatu será modelo para o Brasil. “Não existe nada parecido (no Brasil). Nós levamos esse projeto há quatro anos para a Secretaria de Estado do Meio Ambiente mas não conseguimos avançar. Só quando o Bruno (Covas) assumiu a pasta encontramos eco. Até porque quando se fala em ganho de tempo e melhoria de eficiência de gestão sempre lembramos do governador Mário Covas”, enfatizou.

O secretário municipal do Meio Ambiente, Perseu Mariani, diz que o Poupatempo Ambiental é mais uma ação com o objetivo de facilitar a vida do cidadão. “Teremos, muito em breve, todos os órgãos ligados ao meio ambiente trabalhando em um único espaço. Esse projeto nasceu com a finalidade de criar facilidades para as pessoas que precisam resolver alguma questão ligada a área ambiental”, declarou.