Alunos começam a receber materiais educativos de prevenção

Alunos da Escola Angelino de Oliveira foram os primeiros a receber o kit de prevenção de catástrofes no Município, que está sendo distribuído pela Secretaria de Segurança Pública, através do delegado Adjair de Campos, juntamente com o coordenador da Defesa Civil, Domingos Chavari Neto e agentes da Guarda Municipal. O material foi conseguido em um encontro realizado no mês passado no Palácio do Governo de São Paulo, com o chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Admir Gervásio Moreira.

A comitiva botucatuense retornou de São Paulo trazendo 500 unidades de cartilha “Lixo nosso de cada dia”; 5.000 filipetas “Afogamento”; 5.000 filipetas “Deslizamento”, 5.000 filipetas “Tempestades”; 5.000 filipetas “Estiagem” e 5.000 unidades de filipetas “Enchentes”. Também vieram da capital para Botucatu, outras 2.600 unidades de cartilhas educativas para colorir, assim como 500 unidades de cartilha “Educação para o Meio Ambiente”; 500 sacolas da Defesa Civil e 25 bonés e 25 coletes cor laranja. “O material já começou a ser distribuído para o trabalho educativo nas escolas de Botucatu”, frisou Adjair de Campos.

O secretário enfoca que as crianças poderão ser multiplicadores levando para casa dados sobre como agir em situações de riscos, assim como aprender a preservar o Meio Ambiente. “Acho que tudo começa na escola. É interessante que as crianças aprendam desde cedo o sentido da prevenção e da preservação e ficarem alertas em situações de risco”, frisou Campos.

O coordenador de Defesa Civil lembra que em virtude ao trabalho de prevenção junto ? população botucatuense os números de casos notificações diminuíram consideravelmente no Município. “Em 2010 tivemos mais de 550 notificações. Graças ao trabalho de prevenção este ano o número caiu para apenas 57 até o momento”, explica Domingos Chavari.

O objetivo, prossegue Chavari, é que este material seja trabalhado com as crianças, pelos professores e coordenadores que depois poderão realizar um concurso envolvendo esta temática. “Acredito que através das crianças conseguimos conscientizar também as famílias em relação a esta importante temática”, finalizou.

Fotos: Valéria Cuter