“Bixos” se confraternizam no Espaço Cultural

Os “bixos” da Unesp de Botucatu passaram toda essa quarta-feira em confraternização no Espaço Cultural Antônio Gabriel Marão,na Avenida Dom Lúcio, onde barracas foram montadas para que eles pudessem conhecer os trabalhos científicos que são desenvolvidos nas mais diferentes especialidades.

Uma das coordenadoras desse encontro de estudantes foi a aluna “veterana” Heloísa “Parideira” Cordeiro, que está cursando o 3ª ano de Medicina. A finalidade, segundo ela, foi promover a integração de todos os “bixos” , que a partir deste ano estarão no Campus de Botucatu.

“Normalmente, quando os novos alunos chegam, passam a interagir apenas com o próprio curso que está fazendo, desconhecendo os outros. Este ano quisemos fazer uma coisa diferente e propusemos que eles conhecessem outras atividades extracurriculares do campo da Medicina, assim como conhecer o que a cidade tem a oferecer a eles. A intenção é mostrar tudo que não está no currículo deles e que eles poderão fazer a partir do momento que entram aqui” explicou Heloisa.

Uma das maiores preocupações continua sendo os trotes violentos, para recepcionar os calouros e que muitas vezes são realizados em locais fechados, onde os alunos são submetidos a todo tipo de constrangimento. Um dos pontos onde estão ocorrendo os trotes é na região do Jardim Paraíso e vêm sendo investigados pelo delegado de polícia titular do 2º Distrito, Marcos Mores.

“Dizer que não acontece, que não está tendo trote, é mentira, mas o que estamos propondo é essa integração entre os “veteranos” e os novos alunos, com a finalidade, também, de evitar que haja o trote, dando aos alunos e veteranos a oportunidade de um contato confraternizado, mais real e sem violência”, coloca.

Durante o dia os alunos puderam conhecer os projetos extracurriculares dos veteranos, que integram os mais diferentes cursos de todas as faculdades de Botucatu. “Então o encontro é para isso. Podemos dizer que os novos alunos de hoje, estão conhecendo o que irão fazer amanhã”, concluiu Heloisa.

Foto: Valéria Cuter