Vacinação antirrábica deverá ocorrer em novembro

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), informa que a campanha de vacinação antirrábica em Botucatu, que tradicionalmente é promovida todo mês de setembro, deverá neste ano ocorrer na primeira quinzena de novembro. A ação terá apoio da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp.

Segundo a VAS, o Ministério da Saúde informou a Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo sobre a necessidade de revisão do período para a realização da vacinação contra a raiva em cães e gatos de 2014. O motivo estaria atrelado à alteração no cronograma de entrega das vacinas por parte dos fornecedores.

Os estoques existentes de vacina no Ministério da Saúde serão distribuídos conforme critério epidemiológico, ou seja, atenderão prioritariamente estados e municípios com risco iminente de transmissão da doença.

Como o Estado de São Paulo não se encaixa nas condições definidas pelo Ministério da Saúde, foi solicitado que os municípios programassem suas campanhas para o quarto trimestre de 2014 [entre outubro e dezembro]. De acordo com a Vigilância Ambiental em Saúde, a meta é de vacinar 22,1 mil cães e 3 mil gatos. Em Botucatu o último caso de raiva em cães foi registrado em 1985.

 

Sobre a doença

A raiva é uma doença infecciosa aguda, causada por um vírus, que compromete o Sistema Nervoso Central. No ser humano, de forma geral, pode apresentar sintomas como: febre moderada; dor de cabeça difusa; tontura; sensação de mal estar geral; com dores vagas e/ou generalizadas pelo corpo; coceira (com formigamento ou sensação de arrepio e queimação local) que em geral se inicia ao redor do local da agressão; dor de garganta e/ou dificuldades ao engolir; náuseas; vômitos; dor abdominal (vaga e difusa); alterações de comportamento (ansiedade, nervosismo, insônia, apreensão, agitação, agressividade, depressão e fobias), entre outros.

Caso seja mordida por um animal, mesmo se ele estiver vacinado contra raiva, é recomendado que a pessoa lave imediatamente o ferimento com água e sabão, além de procurar com urgência o serviço de saúde mais próximo.