Tudo pronto para a inauguração do PS pediátrico

Botucatu ganha neste sábado (8) um novo Pronto Socorro (PS), desta vez ao atendimento exclusivo a crianças e adolescentes menores de 15 anos. A unidade ficará instalada na parte térrea do “Hospital do Bairro” (antigo Hospital Sorocabana), com inauguração marcada para as 9 horas.

A abertura do PS Pediátrico “Professor Dr. Antonio de Pádua Campana” será mais uma referência de serviço de urgência e emergência não apenas para Botucatu como também para as cidades da região. A previsão é poder atender entre 3,5 mil a 4 mil pacientes por mês.

Para o secretário municipal de Saúde, Claudio Lucas Miranda, este novo PS será referência regional e até estadual na área de pediatria do Serviço Único de Saúde (SUS). Além da qualidade das instalações, ele ainda ressalta a facilidade que os pais terão ao terem a disposição uma unidade de saúde, 24 horas, para o atendimento de seus filhos.

“Como não havia outra porta de entrada para urgência e emergência para pediatria, além do Hospital das Clínicas da Unesp, que fica a aproximadamente 7 quilômetros do Centro da Cidade, muitas mães encontravam dificuldade de deslocamento, principalmente ? noite devido a menor rotatividade do transporte público neste horário. Hoje, muitas poderão vir até a pé para que suas crianças recebam um serviço de excelência, que pouquíssimas cidades têm o privilégio de usufruir”, afirma.

Sobre o PS Pediátrico

De acordo com o secretário de Saúde, o Pronto Socorro Pediátrico terá sete consultórios; entradas independentes para os casos de emergência e sala de espera para aproximadamente 100 pessoas; salas de procedimentos/enfermagem, observação e raio-x; corredores distintos para funcionários e pacientes (anti-sala); quartos para médicos plantonistas; cozinha; e sanitários adaptados.

O PS Infantil do Hospital do Bairro ainda contará com sete leitos de observação sob a supervisão do Departamento de Pediatria da FMB, que disponibilizará diariamente três médicos durante o dia e outros dois de plantão no período noturno. Os pacientes com quadros menos complexos serão atendidos no novo PS Infantil e os mais graves encaminhados ao Hospital das Clínicas.

Neste primeiro momento, além dos médicos pediatras, o corpo profissional que deverá atuar no PS Pediátrico do Hospital do Bairro será formado por: assistente social (1); nutricionista (1); enfermeiros (3); técnico de farmácia (1); auxiliares de enfermagem (7); técnicos de enfermagem (12); oficiais administrativos (5); escriturários (4); técnicos de raio-x (4); recepcionistas (4); técnico de manutenção (1); auxiliares de serviços gerais (8); auxiliar de escritório (1); e motorista (1).

Todos são profissionais recontratados após a demissão pelo fechamento do antigo Hospital Sorocabana. A previsão é contratar nas próximas semanas outros profissionais, totalizando quase 60.

Mas o antigo Hospital Sorocabana não irá abrigar apenas um Pronto-Socorro Pediátrico. No andar superior, onde já funcionam a parte de oftalmologia, ultrassonografia e raio-x, haverá um posto de coleta de exames, 14 leitos de retaguarda pediátrica, além de outros serviços, que gradativamente serão reabertos ? população. “Estamos estudando a melhor forma de ocupar algumas alas e o centro cirúrgico”, diz o secretário municipal de Saúde, Claudio Lucas Miranda.

{n}Sobre o Homenageado{/n}

O Projeto de Lei nº42, do Executivo Municipal, que denomina de “Profº Titular Dr. Antonio de Pádua” o Pronto Socorro Pediátrico do Hospital do Bairro, foi aprovado pela Câmara Municipal na sessão da última segunda-feira (3).

Pádua atuou fortemente no ensino de graduação do curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu. Participou ativamente da ampliação e estruturação da Enfermaria de Pediatria, da ampliação do Atendimento Ambulatorial e do Serviço de Pronto Socorro Pediátrico do Hospital das Clínicas da Unesp.

Também atuou na estruturação dos cursos de graduação oferecidos pelo Departamento de Pediatria, na instalação da Residência Médica e de toda a organização administrativa deste departamento desde sua criação em 1968.

Com a mesma dedicação e profissionalismo, teve também grande atuação no Município de Botucatu, atuando em seu consultório médico em clínica pediátrica e na Santa Casa de Misericórdia, ininterruptamente, por 20 anos. “Foi uma verdadeira referência em atendimento pediátrico, muito respeitado e admirado pela sociedade botucatuense”, justifica o prefeito João Cury Neto.