Sorocabana será transformado em PS Infantil

O Pronto Atendimento do Hospital Regional Sorocabana esteve aberto ? população até as 7 horas deste domingo (1º de maio). A partir desta segunda-feira (2), a Prefeitura de Botucatu e Superintendência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) se concentrarão na reforma e adequação do espaço que deverá se transformar brevemente em um Pronto Socorro (PS) Infantil.

Enquanto isso, os atendimentos de média complexidade para pessoas acima de 15 anos serão realizados no recém-inaugurado PS Adulto “Dr. Virgínio José Lunardi”, localizado na Avenida Joaquim Lyra Brandão, 285, Vila Assumpção. Todos os atendimentos pediátricos, inclusive de emergência, continuarão normalmente no Hospital das Clínicas do campus da Unesp em Rubião Júnior.

A Prefeitura de Botucatu e Superintendência do HC enfatizam que, durante a reestruturação do Sorocabana, a população continuará a desfrutar do melhor atendimento gratuito possível resguardado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Por este motivo a Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a se valer também dos serviços prestados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que atuam principalmente na prevenção das complicações de saúde acometidas por acidentes e doenças.

A Unesp revela que desde o início de seu funcionamento, o mais novo PS adulto da Vila Assumpção tem conseguido absorver tranquilamente todos os casos a ele direcionados. Assim, com o futuro PS Infantil, Botucatu contará com três Pronto Socorros diferenciados.

{n}Fortalecimento da Saúde de Botucatu{/n}

Apesar do transtorno temporário a ser provocado com a remodelação do tradicional hospital localizado na Vila dos Lavradores, o Poder Público e o HC da Unesp, hoje autarquia da Secretaria de Estado da Saúde, entendem que Botucatu está prestes a dar um salto no serviço de saúde pública e se tornar um verdadeiro polo modelo para a região e todo o Estado de São Paulo.

Já estão em fase de construção na região próxima ao Aeroporto Estadual Tancredo Neves e Fatec (Faculdade de Tecnologia) um novo Hospital Estadual (80 leitos) e uma Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos (76 leitos).

Além do Hospital Estadual e da Clínica para Dependentes Químicos, o Governo do Estado anunciou mais equipamentos públicos que beneficiarão a saúde de Botucatu e região. Um deles é a unidade da Rede de Reabilitação “Lucy Montoro”, ligada ? Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O investimento do Estado previsto na unidade, que deverá realizar cerca de oito mil atendimentos por mês, é de R$ 3,8 milhões.

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro é composta por centros de excelência em saúde, na capital e interior do Estado, nas quais as pessoas com deficiência contam com um programa integral de reabilitação coordenado por profissionais especializados e com utilização de equipamentos de tecnologia de ponta. A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde é que a unidade de Botucatu seja inaugurada até o final deste ano.

Outro equipamento público muito aguardado é o AME (Ambulatório Médico de Especialidades). A Prefeitura de Botucatu já adquiriu o prédio e está licitando a obra. A Secretaria de Estado da Saúde irá equipar o local e custear todo o atendimento ? população.

A proposta dos AMEs é agilizar o diagnóstico e o tratamento dos pacientes, desafogando os hospitais gerais, que poderão se dedicar ao atendimento de urgências e emergências e ? realização de cirurgias mais complexas.

Com atendimento regionalizado, a marcação de consultas nos AMEs é feita pelas Unidades Básicas de Saúde municipais por meio de um sistema on-line, que facilita a escolha do melhor dia e horário para o paciente. Desde 2007 foram entregues 37 AMEs no Estado. Para equipar um AME o investimento médio necessário é de R$ 4 milhões.

Fonte: Secretaria de Comunicação