Selado acordo para reabertura do Hospital Sorocabana

Fotos: Valéria Cuter

“Nós vencemos”! Foi o que disse Sandra Jecov, representando os funcionários do antigo Hospital Regional Sorocabana, na cerimônia da assinatura do termo de cooperação técnica entre o município e a Famesp (Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar) para reinício das atividades no prédio onde funcionava aquele hospital. O evento foi realizado na tarde desta quarta-feira (25) no auditório Cyro Pires da Prefeitura Municipal que recebeu um grande número de pessoas.

A mesa de autoridades foi composta pelo prefeito João Cury Neto; diretor presidente da Famesp, Pasqual Barretti; vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Antonio Luiz Caldas Júnior; superintendente do Hospital das Clínicas (HC) Emílio Curceli; vice-diretor José Carlos Perassoli e a representante dos funcionários, Sandra Jecov.

A celebração desse instrumento jurídico deverá acelerar as providências para as readequações necessárias ? reativação do hospital, importante unidade voltada ao atendimento ambulatorial e de internação, clínico e cirúrgico de baixa e média complexidade e será transformado em um Pronto Socorro (PS) Infantil.

“Mais uma vez vamos nos beneficiar da expertise adquirida pela Famesp no planejamento, construção, reforma e gestão de unidades de saúde com o propósito de reabrir as portas do hospital e, deste modo, suprir uma necessidade da população de Botucatu e da região e por fim a um processo que se arrasta há vários anos. A Famesp poderá fazer um diagnóstico da situação e a avaliação técnica sobre arquitetura, engenharia e operacionalidade”, declara Caldas.

Para o prefeito João Cury, o processo se viabilizou em razão da união de forças de instituições ligadas ? Saúde. “Temos um potencial de Saúde que poucas cidades têm, mas cada entidade cumpria com seu papel na sociedade, mas trabalhava, separadamente. Foi unir essas forças para que a Saúde do Município desse um salto para conseguir muitos benefícios, trabalhando juntas em torno de um ideal que é prestar atendimento de qualidade ? população”, frisou Cury, que também assinou a autorização do processo de licitação para que as obras necessárias sejam feitas.

Lembra o prefeito que a Famesp já presta serviço ao Pronto Socorro (PS) adulto na Vila Assumpção e agora irá assumir o PS Infantil no antigo Sorocabana. “Esta iniciativa, aliada a outros equipamentos que estão em fase de execução, como o Hospital Estadual, Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos, unidade da Rede de Reabilitação ‘Lucy Montoro’ e o AME (Ambulatório Médico de Especialidades), reascenderá a verdadeira vocação de Botucatu como importante pólo da saúde regional e até estadual”, prevê o chefe do Executivo botucatuense. “Estamos devolvendo o hospital ? população para escrever uma nova página na história da Saúde em Botucatu”, emendou.

Diretor presidente da Famesp, Dr. Pasqual Barretti, salientou que com a instalação do PS Infantil irá solucionar o problema de sobrecarga no HC da Unesp. “Só posso agradecer a confiança depositada na Famesp que terá a responsabilidade de gerir essa nova unidade hospitalar . É um passo muito importante e quem se beneficia é a população que terá uma unidade com atendimento voltado ? pediatria”, disse.

Coincidentemente, um fato curioso aconteceu no momento em que acordo era assinado entre a Famesp e Prefeitura, exatamente ? s 18 horas. Nesse horário os sinos da Catedral são tocados por vários minutos (horário do anjo) para alertar a população que a noite está se iniciando. No auditório houve quem dissesse que a coincidência dos sinos era um prelúdio de bom presságio.

{n}Desapropriação{/n}

Vale lembrar que as instalações onde funcionava o Hospital Sorocabana foram adquiridas pela Prefeitura, a partir da ação de desapropriação proposta no ano passado. O projeto prevê a reativação dos serviços que já eram disponibilizados ? população, além da incorporação de outros. Nas dependências onde por vários anos funcionou o Pronto-Atendimento da Unimed será instalado o Pronto Socorro Infantil.

O Hospital Sorocabana de Botucatu pertencia a Associação Beneficente do Hospital Sorocabana (ABHS), que tem sede no Bairro da Lapa, em São Paulo e no dia 31 de maio do ano passado o prefeito assinou o decreto 8.623 declarando o imóvel de utilidade pública para fins de desapropriação amigável ou judicial. O prédio passou por adequações e com a reforma concluída, será voltado aos casos de urgência e emergência de média complexidade na área de pediatria.