Secretário investiga demora no atendimento do PS

O secretário municipal de Saúde, Cláudio Lucas Miranda confirmou que, está investigando o caso da demora no atendimento no sábado (dia 4) no Pronto Socorro Regional, que é regido pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu . O caso gerou muito tumulto e segundo os pacientes só foi solucionado entre 20 ? s 21 horas. Para acalmar os ânimos esteve no local uma viatura da Guarda Civil Municipal (GCM) e outra da Polícia Militar (PM), para manter a segurança.

Durante o dia e parte da noite, tal qual informou o Acontece Botucatu, muitos pacientes permaneceram na fila de espera por várias horas. Houve quem afirmasse que havia chegado ao PS antes do meio dia e ? s 19 horas, quando a reportagem chegou ao local, ainda não havia sido atendido.

Miranda abordou em entrevistas dadas ? s radios PRF-8 e Clube FM que o atendimento que é feito pelos profissionais de Saúde do PS é de excelente qualidade e o principal problema é o alto número pacientes que procuram por atendimento e em alguns casos necessitam de exames clínicos especializados e demandam maior tempo. Reconheceu que este é um problema que vem sendo estudado para melhorar o sistema.

“Acredito que o que houve (no sábado) foi um problema pontual e não acontece todos os dias. Vamos fazer um levantamento para conhecer a produtividade de cada médico que estava de plantão naquele dia, assim como o tempo médio de cada atendimento. O que não podemos é desmerecer todo o trabalho que é feito pelos atendentes do PS e estamos sempre procurando melhorar esse atendimento”, disse, nas entrevistas ? s rádios.

Também é bom deixar claro, mais uma vez, que a reportagem do Acontece Botucatu, tentou junto com a enfermeira chefe responsável pelo plantão buscar uma explicação para o problema, não para o jornal, mas sim para as pessoas que estavam lá reclamando da demora no atendimento. Entretanto, veio a resposta dando conta que somente a Superintendência do HC poderia falar sobre o assunto.

Como era uma noite de sábado, essa explicação teria que ficar para segunda-feira, dia 06 e o jornal online não poderia esperar tanto tempo. A reportagem foi feita com o desabafo dos munícipes e ficou um espaço aberto para que o HC procedesse as devidas explicações. Vale também destacar que em ocasiões anteriores, todos os casos envolvendo o HC, sem exceção, o direito de resposta foi dado e desta vez não seria diferente.

De qualquer forma a direção do jornal cumpriu seu papel de informar e quem sabe contribuiu para que sejam tomadas as providências cabíveis para que fatos como este não voltem mais a acontecer, já que é complexo e de interesse da coletividade, gerando repercussão na cidade e manifestações diversas nas redes sociais.

O interessante é que de todos os comentários, absolutamente, nenhum criticou a atitude do jornal. Muito pelo contrário. Alguns manifestantes alegaram que também já haviam passado por este problema de excessiva demora no atendimento. É fácil verificar isso. Basta observar o facebook do Acontece Botucatu e ver as manifestações sobre as duas matérias anteriores (não contando esta), que foram feitas.

{bimg:46002:alt=interna:bimg}