Secretário de Botucatu se encontra com ministro

Na última terça-feira (20), o secretário de saúde de Botucatu, Cláudio Lucas Miranda foi recebido em audiência pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro. A comitiva também foi integrada pela vice-reitora da Unesp, Marilza Vieira Cunha Rudge; pelo vice-diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu, Dr. José Carlos Peraçoli e pela coordenadora do Conselho de Residência Médica, Dra. Erika Veruska Paiva Ortolan. Em pauta, investimentos na área de saúde em Botucatu. 

Propostas para construção de novas unidades de saúde e ampliação de outras existentes foram apresentadas ao ministro que mostrou-se impressionado com a qualidade dos projetos. Serão necessários aproximadamente R$ 3,6 milhões para construção de novas unidades nos residenciais Maria Luíza e Caimã, além de outros R$ 600 mil para ampliação das unidades do Jardim Iolanda e Jardim Aeroporto.

“Fomos muito bem recebidos pelo ministro da saúde e todas as propostas por nós discutidas deixaram claro a necessidade de maior aporte do Ministério da Saúde para o município de Botucatu. Acredito que colheremos bons frutos desta visita, conseguindo os recursos necessários para a viabilização dos projetos,” afirma Miranda, entendendo que as solicitações requisitas serão atendidas.

Outros assuntos bastante discutidos foram propostas de ampliação da residência médica na Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), ampliação das vagas do curso de graduação em medicina da FMB, além da aplicabilidade dos programas federais “Mais Médicos” e PROVAB (Programa de Valorização da Atenção Básica).

Sobre a residência médica, as autoridades discutiram a possibilidade de ampliação de vagas, sempre reforçando a necessidade da ampliação da oferta de profissionais de especialidades básicas (clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, pediatria, saúde coletiva e Medicina de Família e Comunidade), indo ao encontro da proposta do ministério ao criar o programa “Mais Especialidades”.

Com relação ao aumento de vagas na graduação de Medicina, trata-se de um pleito antigo e que está sendo discutido junto a Secretaria de Estado da Saúde, mas que pode ter colaboração do Ministério já que tem impacto direto nos programas do governo federal. Tal parceria poderá ser discutida, inclusive com uma discussão conjunta com o município de Bauru.

Apesar de ter aderido aos programas “Mais Médicos” e “PROVAB”, o município de Botucatu só recebeu médicos do último. “Para 2015 já aderimos novamente aos dois programas e temos a expectativa de, pelo menos, manter o número atual de profissionais do PROVAB, que hoje são nove médicos que trabalham nas unidades de saúde do município”, afirma Miranda.

Vale lembrar que Arthur Chioro em recente visita feita Botucatu (foto) percorreu as instalações do Hospital das Clínicas e anunciou que o Ministério da Saúde pretende investir um milhão de reais em equipamentos para o HC, Também discutiu  sobre a instalação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e os valores orçamentários que são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) do município, e comentou sobre uma antiga discussão da saúde pública: o reajuste da tabela SUS.