Saúde realiza testes de aids e sífilis no Bosque

A equipe do programa municipal de DST/aids, vinculada ? Secretaria Municipal de Saúde, começou nesta quinta-feira (28) uma ação na Praça Comendador Emílio Peduti (Bosque), Centro de Botucatu, pela campanha Fique Sabendo. Ela busca mobilizar e conscientizar a população, principalmente junto ? s pessoas com vida sexualmente ativa e que nunca realizaram os testes de HIV/aids e outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como a sífilis.

A atividade na Praça do Bosque prossegue também nesta sexta-feira (29), das 9 ? s 14 horas, com a realização de testes rápidos [com resultados em 15 minutos] de HIV e sífilis, sendo este último a novidade da campanha deste ano. Além dos testes, a equipe do programa DST/aids dá orientações ao público sobre estas doenças e realiza a distribuição de preservativos.

A previsão é realizar em Botucatu entre 4 mil a 6 mil testes em aproximadamente 3 mil pessoas, e distribuir 60 mil preservativos até o fim da campanha. No período de um ano, são mais de 430 mil camisinhas distribuídas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Na avaliação de Vivian Sauer Torres da Silva, coordenadora do programa municipal de DST/aids, a população, independente da idade e sexo, está muito mais consciente sobre o tema e aberta a realizar exames por saber dos riscos que tais doenças podem trazer ? saúde delas.

“Hoje há muito mais informação pelos jornais, rádios, TV e internet. Além disso, a maioria das unidades de saúde de Botucatu também tem profissionais capacitados para fazer a coleta dos exames e orientações sobre o tema, ao longo de todo ano. Então aos poucos vamos quebrando preconceitos, estimulando as pessoas a buscarem saber mais sobre a aids e outras DSTs e, principalmente, como preveni-las”, comenta.

A enfermeira alerta ainda que os cuidados em relação ? s DSTs não devem se restringir apenas ? prevenção da aids (doença com tratamento, mas ainda sem cura). “A sífilis, por exemplo, é uma doença que pode ser transmitida de forma congênita, ou seja, da mãe para o filho em gestação. Se não diagnosticada precocemente e receber o tratamento adequado, a sífilis pode trazer consequências irreversíveis ao paciente”, afirma.

{n}Intervenções artísticas{/n}

Ainda pela campanha Fique Sabendo, a Secretaria Municipal de Saúde promove neste fim de semana em Botucatu duas intervenções artísticas gratuitas executadas pela Companhia Paulista de Artes (www.ciapaulistadeartes.com.br) com alusão ao tema das DSTs e o vírus da aids.

No sábado (30), das 9 ? s 13 horas, novamente na Praça do Bosque, haverá o Labirinto das Sensações. No domingo (1º de dezembro – Dia Internacional de Luta Contra a Aids) tem a peça Cobrindo a Megera, de Olho na Fera, que será realizado a partir das 17 horas, no Teatro Gino Carbonari (Rua Visconde do Rio Branco, nº 1.426 – Vila Padovan).