Saúde intensifica busca de novos casos de tuberculose

Foto – Reprodução

 

Enfermeira Maria Cristina Heinzle diz que  todo paciente com tuberculose pode ser curado, desde que não demore a buscar diagnóstico

 

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Saúde realiza nesta primeira quinzena de novembro a segunda etapa da Campanha de Intensificação de Busca Ativa de Sintomático Respiratório no Município em 2015. A ação também é realizada em todo o Estado de São Paulo com objetivo de diagnosticar e prevenir precocemente a tuberculose, doença que muitas vezes é confundida com uma gripe mal curada. 

Durante os dias da campanha, as equipes das unidades de saúde de Botucatu irão intensificar as ações de busca, orientando e conscientizando a população sobre os sintomas da tuberculose. Além dos próprios postos de saúde, agentes comunitários farão visitas domiciliares, a delegacias (público carcerário), ao asilo e casas de repouso. Neste ano Botucatu tem registrado 24 casos de tuberculose e outros dois que estão passando por um novo tratamento. No mundo, estima-se que cerca de 30% da população estejam infectados por tuberculose.

Vale lembrar que os pacientes com tuberculose recebem remédios gratuitamente, que são distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde do Município. O tempo necessário para o tratamento da doença é, em geral, seis meses. Porém, o abandono do tratamento é um dos principais problemas enfrentados pela Secretaria de Saúde.

“Todo paciente com tuberculose pode ser curado, desde que não demore a buscar diagnóstico e siga corretamente as orientações do médico. Importante também é que o tratamento seja contínuo, até ser dada a alta médica. Quando o paciente com tuberculose abandona por conta própria o tratamento, isto possibilita o surgimento de bacilos de Koch, resistentes aos remédios que hoje usamos para tratar a doença, dificultando o tratamento e podendo levar à morte ainda mais facilmente”, enfatiza Maria Cristina Heinzle, enfermeira do setor de Educação e Comunicação da Secretaria Municipal da Saúde.

 

Sobre a tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa, transmitida pelo bacilo de Koch, que afeta os pulmões. Os principais sintomas da tuberculose são: tosse com mais de três semanas; febre (mais frequente ao entardecer), suores noturnos, falta de apetite e emagrecimento repentino; cansaço; dor no peito; e falta de ar. Nos casos mais avançados pode aparecer escarro com sangue. O diagnostico é confirmado através de raios-x do pulmão, análise do escarro e teste subcutâneo (PPD). O exame de escarro pode ser coletado nas unidades de saúde de Botucatu, em qualquer época do ano, mesmo sem Campanha específica para esse fim. As pessoas que tiverem algum tipo de dúvida deverão procurar a unidade de saúde mais próxima.

Os públicos mais vulneráveis à doença são moradores de rua e aqueles cujo passam por tratamento de drogas imunossupressoras como, por exemplo, pacientes de HIV e câncer. Pessoas que sofrem de dependência química [álcool e drogas], desnutrição, ou mesmo aquelas que vivem em ambientes reclusos (como idosos em asilos e a população carcerária) também estão mais sujeitos a contrair a doença, que é transmitida nas gotículas eliminadas pela respiração, espirros ou tosse.