Saúde de Botucatu se coloca entre as melhores do país

Segundo o IDSUS 2012 (Índice de Desempenho do SUS) divulgado pelo Ministério da Saúde, a Cidade Botucatu tem o 8º melhor atendimento do SUS no país. O atendimento de saúde pública recebeu nota 6,86, considerada “boa” pelos avaliadores. A nota do município é maior do que a média do Estado de São Paulo (5,77) e do que a média nacional (5,47).

O resultado reflete os grandes investimentos que vêm sendo executados nesta área no município nos últimos três anos. Botucatu figura entre as melhores no grupo formado pelas 94 cidades do país com melhores índices sócio-econômicos e estruturas de saúde pública mais complexas, classificado de “grupo 2”. Se consideradas apenas as cidades do estado, Botucatu é a terceira colocada, atrás apenas de Barueri (8,22) e Marília (6,88).

O IDSUS mede o acesso e a qualidade dos serviços da rede pública no país. O índice vai de zero a 10 e o ranking foi dividido em seis grupos, de acordo com o padrão sócio-econômico e a infra-estrutura em saúde de cada município. A avaliação inédita foi realizada entre 2008 e 2010 e levou em consideração os diferentes níveis de atenção (básica, especializada, ambulatorial, hospitalar e de urgência e emergência) para criar o índice. Por conta do desempenho de Botucatu no IDSUS, o repasse de recursos ao município pode ser ampliado neste ano.

A Prefeitura de Botucatu comemorou o resultado do índice de saúde pública divulgado pelo Ministério da Saúde. O prefeito João Cury Neto destaca que o resultado demonstra que a administração está no caminho certo.

“Quando assumimos a prefeitura, a saúde de Botucatu estava na UTI. As pessoas chegavam para ser atendidas no pronto-socorro e davam de cara com a placa dizendo que não havia médicos. Dedicamos o início do mandato a reorganizar todo o sistema. Avançamos nas parcerias, ampliamos os investimentos, potencializamos as ações. Melhoramos muito, mas ainda há muito por fazer. O resultado dessa pesquisa nos anima e demonstra que estamos no caminho certo”.

A reorganização do modelo de atenção ? saúde no município resultou no Programa “Botucatu Com Mais Saúde”, que visa a implementação de procedimentos e tecnologias apropriadas ? s diferentes necessidades de saúde, de forma mais acolhedora e humanizada; a integralidade do cuidados ? s pessoas; o desenvolvimento do trabalho multiprofissional, das práticas intersetoriais e de políticas transversais; além de reorganização dos serviços e suas relações.

O programa, já em franco desenvolvimento, foi estruturado em quatro eixos principais: atenção básica ? saúde; Espaço Saúde “Profa. Cecília Magaldi”, Serviços de Atenção Secundária e Serviços de Urgência e Emergência.

Entre as ações e conquistas da atual administração para melhorar o atendimento de saúde pública podem ser destacados: instalação do SAMU, funcionamento do Pronto Socorro Adulto; criação do NASF (Núcleo de Apoio ? Saúde da Família), reforma, ampliação e construção de novas unidades de saúde; aquisição do prédio do Hospital Sorocabana para instalação do Pronto Socorro Infantil; construção do Hospital Estadual de Botucatu (80 leitos) e construção da Clínica para Recuperação de Dependentes Químicos (75 leitos).

Ano após ano, a Prefeitura tem aumentado os investimentos em saúde. Em 2011 foram R$ 39.415.213,20 destinados para a área, representando 25,96% do orçamento municipal, muito acima dos 15%, índice mínimo exigido por lei.