Saúde convoca meninas para 2ª dose contra o HPV

Foto – Divulgação

 

A Secretaria Municipal da Saúde reforça que meninas, com idade de 9 a 13 anos, que já tomaram a primeira dose da vacina contra o HPV (Papilomavírus Humano), devem procurar novamente a unidade de saúde mais próxima de casa para a aplicação da segunda dose. 

Aquelas que ainda não tomaram sequer a primeira dose também devem procurar o posto de referência onde moram para iniciar o esquema vacinal. Em Botucatu, apenas 1.284 garotas de um total de 2.878 tomaram a 1º dose contra o HPV, ou seja, 44,61% do estimado.

A vacina protege contra o câncer de colo de útero, que afeta 15 mil mulheres em todo o País e é o terceiro tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil [cerca de 5,2 mil morte/ano]. Hoje ela é utilizada como estratégia de saúde pública em mais de 130 países.

Estudos mostram que a melhor ocasião para vacinação contra o HPV é efetivamente na faixa etária de 9 a 13 anos, antes do início da atividade sexual. Além disso, é nessa época da vida, que a vacinação proporciona níveis de anticorpos mais altos que a imunidade natural produzida pela infecção do HPV.

Apesar da vacina ser uma ferramenta de prevenção primária, ela não substitui o rastreamento minucioso do câncer de colo de útero que é feito através do exame de Papanicolaou. Da mesma forma, a vacina não confere proteção contra outras doenças sexualmente transmissíveis como HIV, sífilis, hepatites B e C e, por isso, a importância do uso do preservativo em todas as relações sexuais.

O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Mais informações na Secretaria de Saúde, na Rua Major Matheus, 7 – Vila dos Lavradores. Telefones: (14) 3811-1100 / 3811-1105 (Núcleo de Vigilância Epidemiológica – Nuve)