Samu recebe equipamentos para capacitar profissionais

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 – Regional de Botucatu) acaba de receber um kit com equipamentos para organização de um Núcleo de Educação Permanente (NEP), voltado à capacitação dos profissionais da Rede de Urgência e Emergência. Ao todo estão sendo distribuídos, via Coordenação Geral da Força Nacional do SUS – Ministério da Saúde e em parceria com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, 70 kits a outros Samus espalhados pelo Brasil.

O kit é composto por bonecos de borracha (adulto e bebê) para treinamento de Reanimação Cardiopulmonar (RCP); cabeças de borracha (adulto e bebê) para intubação; simulador de parto; além de um datashow para projeção de materiais audiovisuais em palestras. Tudo está avaliado em R$ 23 mil.

“Esse material é um prêmio ao SAMU de Botucatu, que é reconhecido pelo Ministério da Saúde como um dos mais bem estruturados do País. Com ele poderemos intensificar nossos treinamentos, melhorando ainda mais a qualidade dos atendimentos prestados à população, além de capacitar outros profissionais de urgência e emergência de Botucatu e região”, argumenta a Enfª. Priscila Masquetto Vieira de Almeida, coordenadora regional do SAMU 192.

 

Ações

Desde julho de 2011 até o momento, o SAMU 192 já recebeu mais de 126 mil ligações e realizou mais de 26 mil atendimentos em Botucatu e região, com envio de ambulâncias [Unidades de Suporte Básico e Avançado] e equipe especializada ao atendimento de urgência e emergência. Crises convulsivas, falta de ar, dores torácicas e abdominais, quedas e traumas físicos graves, são os casos mais frequentes.

Entre o deslocamento da viatura e o tempo de resposta efetivo do paciente, o tempo de atendimento do SAMU 192 em Botucatu gira em torno de 7 a 12 minutos, em média. O preconizado pelo Ministério da Saúde é que o atendimento seja realizado no máximo em 15 minutos.

Essa agilidade tem ajudado a reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce como nos casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Além dos atendimentos de urgência e emergência, o SAMU 192 começou a implantar o projeto “Samuzinho”.

Nele, aproximadamente 2 mil alunos de 5º ano do Município passaram a conhecer mais de perto as atividades do serviço e a importância dele dentro do sistema de saúde. A iniciativa também foi uma forma de conscientizar este público em relação aos trotes, que prejudica os atendimentos. A perspectiva é que no próximo ano, possam ser abordadas algumas práticas de primeiros socorros com os alunos do Ensino Fundamental do Município.

 

Sobre o SAMU 192

Criado em 2003 pelo Governo Federal, o SAMU  realiza o atendimento de urgência e emergência sempre quando acionado pelo telefone gratuito 192. Ele funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológico-obstétrica e de saúde mental da população. 

Além disso existe uma Central de Regulação de Urgência e Emergência, onde são acolhidos os pedidos de socorro que contam com médicos reguladores, técnicos auxiliar de regulação médica (atendentes) e controladores de frota.

 

Quando chamar o Samu?

Problemas cardiorrespiratórios graves

Dor aguda no peito

Convulsão

Acidentes ou agressão com armas “brancas” ou de fogo

Suspeita de derrame (AVC): alteração na fala ou na face e falta de força nos braços

Intoxicação

Queimaduras graves

Crises hipertensivas

Afogamentos

Choque elétrico

Desmaios

Acidentes com traumas graves

Trabalho de parto onde há risco de morte da mãe/feto

Quaisquer outros casos de ameaça à vida