Samu Botucatu completa 80 mil atendimentos

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) funciona em Botucatu desde julho de 2011 e nesses dois anos já atendeu mais de 80 mil pessoas do Município e outras três cidades de abrangência: Areiópolis, Pardinho e Anhembi. Em mais de 15 mil casos foi necessário o envio de viaturas. Nos demais, uma simples informação ou orientações pelo telefone foram suficientes para ajudar alguém em uma situação de urgência/emergência. Com este saldo positivo a Prefeitura de Botucatu promoveu na noite da última sexta-feira (6), com um Teatro Municipal Camilo Fernandes Dinucci lotado, uma série de homenagens aos cerca de 60 profissionais do Samu.

Um dos principais presentes foi anunciado pelo prefeito João Cury Neto, que liberou a compra de duas motocicletas, modelo Honda XRE-300, cujo investimento será de aproximadamente R$ 30 mil. Os dois novos veículos se juntarão ? s duas ambulâncias que já operam: uma Unidade de Suporte Básico (USB) e outra Unidade de Suporte Avançado (USA). As motocicletas são equipadas com “giroflex” e caixa para assessórios de primeiro socorros. O socorrista da “motolância” também leva em suas costas uma mochila com desfibrilador.

“Nós iremos ganhar em agilidade. As motocicletas conseguem desviar do trânsito quando ele está carregado e ter acesso a vias mais estreitas. Além disso, são mais duas novas opções enquanto as ambulâncias estiverem em outras ocorrências. Elas podem chegar primeiro e realizar os primeiros procedimentos de urgência e emergência”, argumenta o coordenador do Samu Botucatu, o enfermeiro José Martins de Souza Neto, um dos homenageados da noite ao lado da enfermeira e ex-secretária municipal da Saúde e também enfermeira Tania de Cácia Gasparelo.

Na oportunidade, 58 profissionais (médicos, técnicos de enfermagem, técnicos auxiliares de regulação médica e condutores) também receberam certificados pela conclusão dos cursos de capacitação interna. Foram mais de 240 horas de aulas práticas em parceria com o Ministério da Saúde e Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo.

{n}Sobre o Samu{/n}

O Samu, criado em 2003 pelo Governo Federal, realiza o atendimento de urgência e emergência sempre quando acionado pelo telefone gratuito 192. Ele funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem ? s urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológico-obstétrica e de saúde mental da população.

Entre o deslocamento da ambulância e o tempo de resposta efetivo do paciente, o tempo de atendimento do Samu em Botucatu gira em torno de 7 a 12 minutos em média. O preconizado pelo Ministério da Saúde é que o serviço seja realizado no máximo em 15 minutos. Essa agilidade no atendimento tem ajudado a reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce como casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Por isso, o Samu Botucatu está entre os cinco melhores serviços do Estado de São Paulo e um dos mais bem avaliados do Brasil.

Atualmente o Samu Botucatu conta com 22 médicos; sete enfermeiros; dez técnicos de enfermagem; dez condutores de veículos de emergência; 13 técnicos auxiliares de Regulação Médica; e cinco auxiliares gerais.