Prontuários do Centro de Saúde Escola são catalogados

A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), por meio de sua Unidade de Pesquisa em Saúde Coletiva (UPeSC), está desenvolvendo um projeto que visa catalogar todos os prontuários do Centro de Saúde Escola (CSE) – Unidade Auxiliar da Unesp. O objetivo é disponibilizá-los de forma mais acessível, tanto para a assistência quanto para a pesquisa.

A organização das atividades teve início em dezembro do ano passado e contam com o apoio do Departamento de Saúde Pública da FMB, UPeSC, DTI (Diretoria Técnica de Informática), DTAd (Diretoria Técnica Administrativa) e CSE.

Estão sendo selecionados oito bolsistas, alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem, que estudarão os prontuários, codificando as CIDs (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) das Hipóteses Diagnósticas de todas as consultas realizadas pelos pacientes, a partir de janeiro de 2013. Os alunos são treinados e supervisionados pela UPeSC.

Também são coletados dados para o preenchimento das variáveis catalogadas, como: nome do paciente, data de nascimento, sexo, idade, número de registro no CSE, número do cartão SUS, data das consultas, CIDs da Hipótese Diagnóstica das consultas, peso, altura e tabagismo.

Reorganização do arquivo

Além da catalogação, o arquivo do CSE está sendo reorganizado. As capas de papel dos prontuários estão sendo trocadas por materiais de plástico e os grampos de alumínio  também foram substituídos por plástico.

Ainda no final de 2013, foi contratado serviço de engenharia para a elaboração de projeto de ampliação do prédio do CSE para abrigo do novo arquivo de prontuários, com uma área aproximada de 260 m2, com sistema adequado de ventilação, respeitando as normas técnicas arquivísticas, incluindo espaços para pesquisa. Foram adquiridas prateleiras deslizantes para arquivamento dos prontuários existentes na unidade. A assistência médica feita há 30 anos naquele local resultou em 25.000 prontuários ativos até momento, o que pode significar um importante arquivo para estudos de coorte (envolvendo pacientes acompanhados há vários anos pela unidade).

As prateleiras deslizantes são equipamentos modulares que apresentam maior economia de área de arquivamento em relação aos sistemas convencionais. Concentrando o arquivo em uma área reduzida, agiliza a consulta e garante a segurança do material arquivado. Além disso, os arquivos compartilham corredor único e permitem uma redução de até 70% dos espaços ocupados e aumento da capacidade de armazenamento.

Da Assessoria