Menopausa: uma nova etapa na vida das mulheres

HCFMB realiza atendimento especializado a mulheres nesta fase, em que o ciclo menstrual é encerrado

menopausaToda mulher sabe que, mais cedo ou mais tarde, terá de enfrentar um período de muitas transformações em sua vida: a menopausa. As mulheres chegam nessa fase por volta dos 50 anos, depois que têm o seu período fértil encerrado, e, muitas vezes, sem informações claras.

A menopausa é o período fisiológico após a última menstruação espontânea da mulher. Nesse espaço de tempo, os ciclos menstruais vão sendo encerrados. Não há uma data certa para a menopausa ocorrer, no entanto, há um indicativo para saber se a mulher está no climatério: a escassez da menstruação.

O Ambulatório de Ginecologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) é especializado em atendimento a mulheres no climatério (fase da vida em que ocorre a transição do período reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo, devido à diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários) e menopausa.

menopausa2A Prof. Dra. Eliana Aguiar Petri Nahás, responsável pelo ambulatório, fala sobre a menopausa. “Para passar por essa fase tranquilamente, as mulheres devem procurar atendimento médico ginecológico para que possam ser orientadas e tratadas adequadamente”, explica.

Os principais sintomas da menopausa são ondas de calor, mais conhecidos como fogachos, ressecamento vaginal, insônia e irritabilidade. “Se não tratados, esses sintomas interferem na qualidade de vida da mulher”, explica Dra. Eliana.

O método mais eficaz para tratar a menopausa é a terapia de reposição hormonal. Esse tratamento traz de volta ao organismo os hormônios estrogênio e progesterona, amenizando ou até revertendo os sintomas da menopausa.

O tratamento é realizado por meio de comprimidos, adesivos ou géis que repõem o estrogênio. Os medicamentos mais recomendados são comprimidos para consumo diário, que contêm progesterona e hormônio esteroide feminino para proteger o útero.

No HCFMB, cerca de 700 mulheres são tratadas anualmente. “O tratamento para a menopausa varia de acordo com o perfil de cada paciente. É necessário primeiramente analisar as condições físicas e, assim, escolher o tratamento adequado para cada mulher”, explica Dra. Eliana.

*Vivian Abilio – Assessoria de Imprensa do HCFMB via 4toques Comunicação