Laboratório do Sono do HCFMB completa 1 ano de funcionamento

laboratorio_do_sonoO Laboratório de Diagnóstico e Tratamento de Distúrbios Respiratórios do Sono do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, inaugurado em maio de 2015, completou um ano de funcionamento.

O objetivo do Laboratório do Sono é realizar diagnósticos seguros e precisos da Síndrome da Apneia do Sono (SAOS), caracterizada pelo fechamento parcial ou total das vias aéreas do paciente durante o sono. O tratamento evita maiores complicações nos pacientes, como hipertensão ou diabetes, por conta dos distúrbios do sono.

Equipado com aparelhos de última geração, o setor conta com uma equipe multiprofissional extremamente capacitada para o atendimento, como: médicos do sono, otorrinolaringologistas, pneumologistas, fisioterapeutas especializados em sono, equipe de enfermagem e recepcionista, além de uma estrutura composta por recepção, consultório, uma sala de monitorização, quatro quartos e dois banheiros.

O laboratório atende desde crianças até idosos que apresentem algum sintoma de distúrbio respiratório do sono. Em um ano, foram realizados cerca de 615 polissonografias, exame que avalia, registra e analisa os distúrbios do sono no paciente.

Em um ano, a evolução do laboratório foi constante, tornando-se um centro de referência no serviço e atendendo diversos casos de alta complexidade. O otorrinolaringologista Dr. Iury Lima Veloso, que hoje faz especialização em Medicina do Sono explica sobre essas melhorias. “Antes, a execução da rotina era mais difícil. Hoje, o paciente agenda seu exame, é atendido de forma adequada, faz uma avaliação muito mais completa e os resultados estão rapidamente disponíveis no sistema. Nosso serviço ficou muito mais organizado”, diz.

O otorrinolaringologista Dr. Sérgio Trindade também comentou sobre os avanços do laboratório em seu primeiro ano de funcionamento. “Devido à nossa estrutura, conseguimos diagnósticos mais sofisticados em causas mais graves”, explica.

O setor realizou cerca 2 mil consultas neste primeiro ano. Isabela Pirula, 24, é paciente do laboratório. “Desde o momento do agendamento até o exame, fui muito bem atendida. O carinho e o cuidado de todos foram essenciais para que eu pudesse me manter tranquila ao passar a noite no laboratório, pois sofro de síndrome do pânico. Só tenho elogios e agradeço muito à toda equipe pelo tratamento de primeira que recebi”, disse Isabela.

A pneumologista Drª Irma de Godoy falou sobre as realizações do laboratório neste primeiro ano. “O Laboratório do Sono é a realização de um trabalho que vinha sendo feito há anos, que, com muito carinho e dedicação, tornou-se um centro de referência. Juntamos diversas especialidades para trabalhar em conjunto. Tenho a sensação de que nosso objetivo está sendo alcançado”, comentou.

A coordenadora do Laboratório do Sono, Drª Silke Anna Theresa Weber, finaliza enaltecendo e agradecendo o trabalho de sua equipe, além de todo apoio recebido da gestão administrativa do HCFMB. “Tivemos uma evolução muito significativa neste primeiro ano. Sem a luta da Dra. Irma e o apoio da gestão hospitalar do HCFMB, toda essa realização não teria sido possível. Os distúrbios do sono são muito comuns e juntos conseguimos estruturar o serviço e atender uma necessidade recorrente da população”, afirma.

(Assessoria de Imprensa do HC)