Hospital Sorocabana será “abraçado” em ato público

Na manhã deste sábado a partir das 9 horas, uma grande manifestação popular está programada para acontecer em frente ao prédio do Hospital Regional Sorocabana, na Vila dos Lavradores, para comemorar a decisão do juiz de direito Alfredo Gehring Cardoso Falchi Fonseca, que garantiu a ocupação do prédio por parte de Prefeitura Municipal. O slogan é “O Sorocabana é nosso!”.

Haverá atrações para toda a família, com direito a tenda da alegria, brinquedos infláveis, apresentação da Corporação Musical Damião Pinheiro Machado e do Grupo Atrupelados com mágico, malabares, música e palhaços. Também está previsto um abraço simbólico em torno do prédio do hospital para comemorar mais esta conquista. A idéia do abraço nasceu em uma entrevista que o prefeito João Cury concedia ? Rádio Municipalista sobre o trabalho que foi feito para que o hospital passasse a ser patrimônio da Cidade.

“Esse é um momento de festa, uma grande conquista do povo de Botucatu. Convidamos os funcionários, familiares, ferroviários, representantes de entidades, trabalhadores da saúde, moradores da Vila dos Lavradores e a população em geral para juntos abraçarmos o hospital, simbolizando essa vitória para a saúde de nosso município”, declara o prefeito João Cury Neto.

O Sorocabana de Botucatu pertencia a Associação Beneficente do Hospital Sorocabana (ABHS), que tem sede no Bairro da Lapa, em São Paulo e o caso tramitava na Justiça desde o dia 31 de maio deste ano quando o prefeito assinou o decreto 8.623 declarando o imóvel de utilidade pública para fins de desapropriação amigável ou judicial.

A prefeitura pagou pelo imóvel R$ 1.100.000,00, dinheiro que está depositado em uma conta judicial em nome dos 108 funcionários do antigo hospital e que foram demitidos no início do mês passado, por conta da desapropriação. Esse dinheiro deverá ser usado para o pagamento dos direitos trabalhistas, assim como a manutenção dos empregos dos funcionários do hospital por tempo determinado.

O chefe do Poder Executivo botucatuense, ressalta que o prédio deverá passar por adequações e com a reforma concluída, será voltado aos casos de urgência e emergência de média complexidade na área de pediatria. “Vamos devolver o hospital ? população em um curto espaço de tempo, com atendimento 100% gratuito através do Sistema Único de Saúde (SUS) e escrever uma nova página na história da Saúde em Botucatu”, disse João Cury.

O Hospital das Clínicas da Unesp, através da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (FAMESP), que é uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo irá gerir o novo hospital e realizará concurso público para contratação definitiva dos profissionais. Toda a “maratona” montada para salvar o Sorocabana contou com aval do Ministério Público do Trabalho de Bauru.

Foto: Valéria Cuter