Hospital readequa atendimento para priorizar casos graves

A partir de 21 de maio, o Pronto-Socorro Adulto do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) passará por adequações em seu sistema de atendimento, priorizando os casos de urgência e emergência encaminhados pela Central de Regulação Médica dos municípios da região. Para isso, a nomenclatura do setor também muda, passando a se chamar Unidade de Urgência e Emergência Referenciada (UER).

Com a nova postura, os pacientes atendidos pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), serviços de Resgate do Corpo de Bombeiros e das concessionárias das rodovias da região deverão ser encaminhados diretamente ao HCFMB. A medida ainda não abrange a assistência infantil, que continua a ser feita normalmente pelo hospital.

Para explicar as mudanças, a Superintendência do hospital se reuniu, na manhã de sexta-feira, dia 11, com secretários municipais de saúde da região de abrangência do Pólo Cuesta, além de responsáveis pelos serviços de enfermagem e do Pronto-Socorro do hospital. A diretora do Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS 6), Doroti Conceição Vieira Alves Ferreira também acompanhou a reunião realizada na sede do HCFMB, em Botucatu.

Professor Emílio Curcelli, superintendente do HCFMB, ressaltou as necessidades das mudanças, que visam criar um fluxo hierarquizado e eficaz de atendimento nos casos de urgência e emergência. “A proposta é que os pacientes mais graves, que necessitem de atendimento mais especializado sejam contemplados pelo HCFMB. Para isso, temos que encerrar um processo que se iniciou há um ano com a diminuição dos atendimentos que chamamos de demanda espontânea. Saímos de um patamar de 300 atendimentos/dia para 80 pessoas que nos procuram diariamente”, frisou.

Segundo Curcelli, há a necessidade de que a população da região procure inicialmente os pronto-socorros ou unidades básicas de daúde do município de residência para que seja feita uma triagem inicial da gravidade do problema. Se for constatada, pela equipe responsável, quadro grave, a transferência é solicitada pela Central de Regulação existente no local ? UER do Hospital das Clínicas.

Somente em 2011, mais de 97 mil consultas foram realizadas pelo PS do HCFMB. O superintendente alerta, no entanto, que a maioria não se referia a casos próprios da urgência “Mais de 70% do atendimento do Pronto-Socorro do HCFMB não se refere a urgência e emergência. A reunião com os secretários foi para mostrar que o paciente que sobrelota a unidade tem necessidades de atendimento básicas que são próprias das UBS. Não há como suportar uma demanda que inclua em um mesmo espaço essas situações distintas”, disse.

Atualmente, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu é a maior unidade hospitalar vinculada ao SUS na região de abrangência do DRS 6, com perspectiva de assistência a 60 municípios, com 2 milhões de habitantes. Desde o ano passado, o HCFMB é uma autarquia vinculada ? Secretaria de Estado da Saúde.

Fonte: Flávio Fogueral/Jornal da FMB