Hemocentro ganha apoio de ex-BBB para atrair doadores

O Hemocentro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu segue em situação de risco, uma vez que o número de bolsas de sangue está muito abaixo do limite aceitável para seu pleno funcionamento. Nesta segunda-feira (21), o local recebeu a visita da ex-participante do Big Brother Brasil 6, Mariana Felício, que aproveitou a oportunidade para fazer sua doação.

Mesmo com a ilustre presença, a situação do Hemocentro do HCFMB ainda demanda muita atenção, principalmente com relação ? s bolsas de sangue do tipo negativo. Hoje, o estoque total da unidade conta com 80 bolsas de sangue O+, 10 bolsas de sangue O-, 170 bolsas de sangue A+, 4 bolsas de sangue A-, 25 bolsas de sangue AB+, 4 bolsas de sangue AB-, 30 bolsas de sangue B+ e nenhuma de B-.

Para o médico do Hemocentro, Pedro Bonequini Junior, a preocupação é grande. “Como de costume, estamos em uma linha geral muito abaixo do que precisamos para trabalharmos tranqüilos. Os sangues de tipo negativo e o O+ são os mais preocupantes, pois são os mais utilizados sempre e o número de doadores segue bastante baixo”, analisou.

Buscando formas de regularizar o estoque da unidade, o Hemocentro esteve em uma coleta especial realizada na cidade de Avaré. “Lá conseguimos um grande número de doadores, felizmente. Foram mais de 100 bolsas coletadas na Diretoria de Ensino no último dia 19. Nesta terça-feira, 22, novamente estaremos lá, na Faculdade Sudoeste Paulista (FSP). Como de costume, eles estão colaborando mais do que os próprios botucatuenses”, afirmou Bonequini.

Quem também falou sobre a doação de sangue, foi a ex-participante do Big Brother Brasil, Mariana Felício, que esteve no HCFMB nesta segunda-feira (21), para realizar sua doação. “Todo mundo deve se conscientizar o quanto antes da importância de ser um doador de sangue. É um gesto tão simples, rápido e sem dor, que salva muitas vidas. Isso tem que se tornar uma prática comum para todos os brasileiros”, comentou.

Foto: Assessoria de imprensa