Geraldo Alckmin assina decreto que vincula HCFMB ao Estado

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta sexta-feira, 21 de janeiro, em visita ? Botucatu, o decreto regulamentar que vinculou oficialmente o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina /Unesp (HCFMB) ? Secretaria de Estado da Saúde. Ele também participou do descerramento da placa comemorativa que oficializa o hospital como uma autarquia do Estado.

Alckmin lembrou que o custeio da Saúde é caro e, por isso, a criação da autarquia vai possibilitar maiores investimentos. “O HC vai ter condições de crescer, se manter e atender bem a demanda de alta complexidade”, destacou.

O vice-reitor no exercício da Reitoria da Unesp, professor Júlio Cezar Durigan afirmou que a autarquização é um passo importante porque vai proporcionar ao hospital melhoria na atualização de equipamentos e pessoas. “A Secretaria da Saúde tem condições de fornecer a estrutura necessária para a melhoria no atendimento ? população, em especial os mais carentes, que precisam de atendimento de alta complexidade”, observou.

Professor Sérgio Swain Müller, diretor da FMB, também deixou claro que a partir de agora o Hospital das Clínicas passa a ter um novo modelo de financiamento, principalmente no que diz respeito ? capacidade de atualização tecnológica e de recursos humanos. “Essa atualização, agora, poderá ser mais compatível com a importância regional que esse hospital tem”, disse.

Professor Emílio Curcelli, superintendente do HCFMB, também afirmou que sua expectativa é ter mais recursos não só para as atividades desenvolvidas atualmente pelo hospital, mas também para seu crescimento. “Esperamos que haja aumento no número de leitos, investimento em tecnologia e principalmente reposição de recursos humanos”, apontou.

O secretário de Estado da Saúde, Dr. Giovanni Guido Cerri, salientou que os hospitais universitários têm sido priorizados pela atual gestão, por serem estratégicos. Ele ponderou que o HCFMB passará a receber o mesmo tratamento que tem o Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo) em São Paulo e também Ribeirão Preto. “A vinculação dos hospitais universitários ? Secretaria de Estado da Saúde facilita não só o estabelecimento de uma política pública, mas também é uma possibilidade de o Estado estar mais próximo e ajudar nos investimentos necessários para esses hospitais. Isso não apenas para o atendimento ? população, mas também para pesquisa”, colocou.

Neste ano o orçamento do Hospital das Clínicas da FMB ainda será composto por recursos da Unesp e uma participação do Estado que deve ser de aproximadamente R$ 2,5 milhões. Segundo o secretário, a partir de 2012 haverá uma negociação para que fiquem claras as reais necessidades do hospital e o repasse será revisto.

O Hospital das Clínicas da FMB é referência para o Sistema Único de Saúde para uma região que abrange 2 milhões de pessoas. A unidade conta com 436 leitos, 52 vagas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 194 consultórios médicos e 31 salas especializadas. Realiza, em média, 2 milhões de exames, 600 mil consultas e 20 mil internações por ano.

{n}Mais investimentos na saúde{/n}

Antes de chegar ao HCFMB, o governador esteve nas obras do futuro Hospital Estadual de Botucatu – em área anexa ao Hospital Estadual Cantídio de Moura Campos – que será administrado pela Faculdade de Medicina/Unesp com apoio da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp). Ele passou ainda pelo local onde será implantado o Centro de Reabilitação para Pessoas com Dependência Química, que também terá coordenação técnica da FMB.

O Hospital Estadual, de nível secundário, terá 6,7 mil metros quadrados de área construída, contará com 80 leitos e deverá atender 6 mil pessoas, em média, anualmente. A expectativa é que o projeto seja concluído até o final deste ano.

A unidade deverá atender 6 mil pessoas, em média, anualmente. Voltado ao atendimento de média complexidade, a nova unidade dará suporte ao HCFMB ao oferecer desde cirurgias até partos. Será uma forma de hierarquizar o atendimento, reduzindo o fluxo de pacientes encaminhados atualmente ao hospital da FMB.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp e HCFMB
Fotos: Valéria Cuter