Faculdade de Medicina procura voluntários para aplicação do selante de fibrina

Pacientes com úlcera venosa crônica são recrutados por pesquisadores.
 
A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), por meio de sua Unidade de Pesquisa Clínica (Upeclin), comunica que continua a seleção de candidatos com úlcera venosa crônica nas pernas para participar da segunda etapa de estudos com o selante de fibrina derivado do veneno de serpente. O bioproduto, criado a partir da mistura de uma enzima extraída do veneno da cascavel com fibrinogênio de sangue de búfalos, e que auxilia na cicatrização de feridas, foi desenvolvido pelo Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) da Unesp.
 
Esta etapa, intitulada “Selante de fibrina derivado do veneno de serpente para tratamento de úlceras venosas: ensaio clínico não controlado fase I/II para avaliar a segurança, eficácia e confirmar a menor dose utilizada – Estudo SELANTE II”, terá duração de seis meses. As aplicações serão realizadas exclusivamente na Unidade de Pesquisa Clínica (Upeclin) da Faculdade de Medicina de Botucatu. O objetivo é avaliar a segurança do selante de fibrina no processo de cicatrização de úlceras venosas.
 
Os participantes deverão obedecer os seguintes critérios: homens e mulheres com mais de 18 anos; ter ferida na perna de origem varicosa (relativo a varizes ou pós trombose venosa profunda); ter disponibilidade de comparecer uma vez por semana para o tratamento na Upeclin; não utilizar anticoagulantes; não ter alergia ao tratamento com bota de Unna (bandagem utilizada como curativo) e não estar grávida.
 
Os interessados em integrar o estudo deverão entrar em contato com a Upeclin pelo telefone (14) 3880-1663. O horário de atendimento da Unidade é das 8 horas às 17 horas.
 
(Ass. de Imprensa da FMB / Fotos: André Godinho)
 
 
Veja o vídeo do Cevap explicando o Selante de Fibrina: