Definidas estratégias de humanização no novo PS Municipal

Representantes da Assessoria de Segurança da Faculdade de Medicina de Botucatu e Hospital das Clínicas (FMB/CFMB); Secretaria Municipal de Transportes (Semutran) e Guarda Civil Municipal (GCM) estiveram nesta sexta-feira, (1º de abril), no prédio onde funcionará o novo Pronto-Socorro da cidade, na Rua Joaquim Lyra Brandão, 285, Vila Assumpção, na Vila Assunção.

O objetivo da visita foi discutir medidas de humanização do atendimento ? população, através de opções de estacionamento para os usuários e também ações de segurança para quando o serviço entrar em funcionamento.

Estiveram presentes o secretário Municipal de Transportes, engenheiro Vicente Ferraudo; o comandante da GCM, Paulo Renato da Silva; a coordenadora da implantação da unidade de urgência e emergência, professora Marina Politi Okoshi, do Departamento de Clínica Médica da FMB; além de representantes da Assessoria de Segurança da FMB e HCFMB.

Foram analisados os fluxos de entrada e saída de veículos no prédio e ainda os pontos para a colocação de oito câmeras de monitoramento que serão instaladas no local (ambientes internos e externos). Com orientação do secretário de Transportes foram discutidas opções de estacionamento para portadores de necessidades especiais e idosos, além de alternativas para que haja facilidade para os pacientes pararem seus veículos nas proximidades do Pronto-Socorro.

Um ponto fixo de estacionamento para uma viatura da GCM também será instalado em frente ao novo PS, o que deverá garantir monitoramento permanente da movimentação no local. O novo Pronto-Socorro Municipal, que será administrado pela FMB e seu HC, com apoio da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) será inaugurado dia 18 de abril, ao meio-dia, como parte da programação de aniversário da cidade.

A previsão de custeio do serviço será de R$ 480 mil mensais, sendo que 1/3 será repassado pela Prefeitura de Botucatu e 2/3 pelo Governo do Estado de São Paulo. Com o funcionamento dessa nova unidade, o Pronto-Socorro do HCFMB passará a somente receber pacientes referenciados, ou seja, para uma assistência médica especializada e de alta complexidade.

O PS Municipal também será usado como palco de ensino para os alunos dos cursos de graduação em Medicina e Enfermagem, além de aprimoramento para da FMB.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp e HCFMB