Convênio entre Pós-Graduação em Pesquisa Clínica da FMB/Unesp e Instituto Federal de SP

Programa oferecerá vagas de seu curso para alunos da autarquia.

O Programa de Pós-Graduação (PPG) em Pesquisa Clínica da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) firmou convênio que prevê a disponibilização de vagas de seu curso para alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). A parceria foi estabelecida neste mês de maio após a Instituição Federal manifestar interesse no programa e em se tornar parceira da FMB.

O PPG em Pesquisa Clínica, em vigência desde o ano passado, oferece atualmente 29 vagas por edital. A partir de agora, três destas vagas serão destinadas aos alunos do IFSP, que promoverá um processo seletivo interno para a escolha dos discentes que farão a pós-graduação na FMB.

Para o coordenador do PPG em Pesquisa Clínica da FMB, professor Carlos Antônio Caramori, os formados neste mestrado profissional adquirem “competência técnica diferenciada”, o que lhes confere melhor desempenho em equipes de pesquisa de desenvolvimento, de pesquisa clínica e em centros de inovação científico-tecnológica.

IFSP

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) é uma autarquia ligada ao Ministério da Educação (MEC) e integra a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que está presente em todo o País, oferecendo cursos de qualificação, técnicos, superiores de tecnologia, licenciaturas, e programas de pós-graduação lato e stricto sensu. (http://www.ifsp.edu.br/).

PPG em Pesquisa Clínica

Tem como objetivo formar profissionais competentes para apoio na formulação, logística e execução de projetos de pesquisa orientados aos seres humanos, sejam com participantes, material de origem humana, intervenções, ensaios clínicos (fármacos, insumos, dispositivos e procedimentos), novas tecnologias em saúde, pesquisa de eficácia de resultados e em serviços de saúde. Essa competência envolve decisões e ações que auxiliem o pesquisador a cumprir exigências metodológicas, regulatórias e bioéticas, nacionais e internacionais, para obter resultados confiáveis na utilização do sistema de saúde.