Combatendo o vício: Grupo do HC de Botucatu ajuda homens e mulheres dispostos a parar de fumar

Quase 6 milhões perdem a vida todos os anos devido ao tabagismo, sendo que 600 mil são fumantes passivos (pessoas que não fumam, mas convivem com fumantes). Se nada for feito, estão previstas mais de 8 milhões de mortes por ano a partir de 2030.

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) incentiva o combate ao fumo a partir de uma regulamentação que proíbe o cigarro em todas as suas dependências, e com um grupo de cessão ao tabagismo.

Neste grupo, são analisados parâmetros como pressão arterial, frequência cardíaca, saturação de oxigênio e checados os índices de desconforto respiratório dos pacientes. Após essa avaliação inicial, eles são orientados a fazer caminhada na quadra de esportes, além de alongamentos e fortalecimento de membros superiores e inferiores. Também fazem uso de bicicleta estacionária, praticam exercícios físicos associados ? respiração e terminam com um relaxamento.

O senhor Francisco Simão Geraldo Filho, 69, participa do grupo de cessão ao tabagismo do HCFMB ? s quintas-feiras para se manter longe do vício. Fumante por 45 anos, seu Francisco já havia tentado parar de fumar outras três vezes. “Tive um enfarte há pouco tempo e consegui parar de fumar de vez. Gosto muito de ir ao grupo e ouvir as histórias das outras pessoas. Isso me motiva a ficar longe do vício”, diz.

Alguns pacientes em estados mais críticos não conseguem frequentar o grupo. A enfermeira Estefânia Thomé Franco orienta os pacientes dependentes de oxigênio, por exemplo, que mesmo assim não deixaram de fumar. “Procuro sempre enfatizar o quanto é importante parar de fumar, para que eles tenham mais chances do tratamento dar certo”, explica.

A pneumologista do HCFMB Suzana Tanni Minamoto comenta sobre a iniciativa. “O grupo de cessação do tabagismo recebe semanalmente em torno de 50 pacientes. A conscientização é feita sempre que o tabagismo é encontrado na história médica do paciente”, diz.

Para entrar no grupo o pré-requisito é já ter parado de fumar. Caso ainda continue fazendo uso do tabaco, o paciente deve participar do grupo de tabagismo com o intuito de abandonar o vício. Mais informações podem ser obtidas no próprio HCFMB pelo telefone 3811-6033.

4toques/assessoria

doctor breaking apart a cigarette - concept for stop smoking