Campanha de amamentação de leite acontece em Botucatu

O Ministério da Saúde promove entre os dias 1º a 8 de agosto uma campanha nacional para incentivar a doação de leite materno. A iniciativa é por ocasião do Dia Mundial de Doação do Leite Humano e tem como foco os bebês prematuros. O tema é “Seja doadora de leite materno e faça a diferença na vida de muitas crianças”.

Como nos anos anteriores o Banco de Leite "Marineuza Nunes de Souza", do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB),  se fará presente na campanha e vai passar a conscientização  nas ruas da cidade enfocando a importância da amamentação, a fim de divulgar a causa e, principalmente, informar sobre a Doação de Leite Materno.

No dia 1º de agosto, será realizada uma caminhada a favor do Aleitamento Materno, saindo da Praça Emílio Pedutti – no Centro, às 10 horas, em parceria com alguns grupos de mães da cidade, para expor a real necessidade de amamentar e de doar o leite.

A Blitz do Aleitamento e da Doação de Leite será feita no dia 4, em frente à Catedral Metropolitana de Botucatu, a partir das 12 horas, para alertar os motoristas da cidade sobre a importância da amamentação e da Doação de Leite Humano, para que os bebês cresçam com saúde.

Para encerrar a semana, nos dias 6 e 7, será promovido, no Anfiteatro da Patologia do HCFMB, um curso de Sensibilização para o Aleitamento Materno, voltado para profissionais da área da saúde e alunos da Graduação e Pós Graduação de áreas afins. Este evento será oferecido em duas turmas: no dia 6, das 13h30 às 18 horas, e no dia 7, das 8h às 12h30.

Outro objetivo da campanha  é aumentar o número de novas doadoras voluntárias.  Para o ministério “amamentar o próprio filho é um ato de amor, mas doar leite e ajudar a alimentar outros bebês é um ato de amor ainda maior. Esse gesto de solidariedade salva vidas e forma o futuro de muitas crianças”.

Para reforçar a importância da doação de leite, o coordenador da Saúde da Criança e do Aleitamento Materno, do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, informou que esse gesto já ajudou a reduzir a mortalidade infantil no Brasil. Além disso, é uma prática importante para diminuir a ocorrência de doenças infecciosas e alérgicas nos bebês prematuros de baixo peso. Outro benefício é para a própria mãe: reduz o peso mais rapidamente após o parto e ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal.

Toda mulher que amamenta pode doar leite, basta estar com a saúde em dia e não estar tomando medicamento que interfira na amamentação. Antes de realizar a coleta, recomenda-se uma higiene pessoal da mãe, o que inclui: cobrir os cabelos; usar pano ou máscara sobre o nariz e a boca; lavar mãos, braços e cotovelos com água e sabão; lavar as mamas apenas com água e secá-las em toalha limpa.

Foto: Divulgação