Botucatu tem mais um caso suspeito de Zika

A Secretaria Municipal de Saúde aguarda mais um resultado de exame que pode se transformar no segundo caso de Zika vírus em Botucatu. Trata-se de uma pessoa que reside no Jardim Alvorada, região de Rubião Junior. Recentemente ela viajou para o estado de Pernambuco, e ao retornar, comunicou os sintomas para rede pública de Saúde.

O resultado deve sair na próxima semana. O Secretário de Saúde do Município, Claudio Lucas Miranda, disse ao ACONTECE que se trata de um caso suspeito, mas que a possível vítima passa bem. “É um caso suspeito sim. Estamos esperando o resulto vindo do Instituto Adolfo Lutz, o que deve ocorrer já na próxima semana. Mas posso adiantar que a pessoa passa bem”, disse Claudio Lucas Miranda.

Lembrando que Botucatu teve confirmado no fim de janeiro um caso do vírus Zika que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Uma mulher de 56 anos, moradora do Jardim Paraíso foi infectada na cidade de Cáceres (MT), após viagem feita no fim do ano passado. 

Caso suspeito Chikungunya

Uma moradora também do Jardim Alvorada está como caso suspeito de febre Chikungunya. Ela viajou até Belém–PA e voltou com os sintomas. A Secretaria de Saúde também aguarda a sorologia. “Estamos fazendo um trabalho especial no Jardim Alvorada de nebulização. Ganhamos um reforço de 20 agentes que foram contratados que estão nos ajudando”, coloca Claudio.

Em 2016 já são 13 casos de Dengue

Somente em 2016 são 13 casos de Dengue confirmados em Botucatu. No total são 9 autóctones, ou seja, com transmissão dentro do município, e 4 casos importados.

“Nossa maior preocupação é na região norte, especialmente nas proximidades dos bairros Jardim Monte Mor, Iolanda e Flamboyant. Justamente nesses bairros estão concentrados os primeiros trabalhos do programa ‘’Meu Bairro de Cara Nova’’. Junto com a Secretaria de Obras estamos intensificando ações no combate a possíveis criadouros e consequentemente novos casos”, disse o Secretário.