“Médicos da Alegria” estão na pediatria da Unesp

Alunos do 4º ano da graduação em Medicina e médicos residentes do segundo ano de Pediatria da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) realizaram, dia 19 de maio, mais uma atividade da Disciplina Pediatria Social, no Centro de Educação Infantil João Queiroz Marques, em Botucatu. Para o próximo encontro está programada a participação do grupo “Médicos da Alegria”, que envolverá as crianças em brincadeiras enquanto os pais integrarão as ações programadas pela equipe da FMB.

O projeto é realizado nessa creche desde março de 2009 com encontros mensais ou bimestrais que têm a presença dos pais dos alunos. Também ocorrem visitas semanais. Essas últimas são feitas por médicos residentes da FMB envolvendo somente as crianças e os funcionários da entidade para orientação e dicas de prevenção, além de informações sobre como lidar com crianças em situações especiais, como convulsões, por exemplo.

Nas atividades que acontecem em intervalos maiores e têm a presença da Liga de Pediatria da FMB, já foram discutidos temas como: pneumonia, infecções das vias aéreas superiores, alimentação saudável, noções de primeiros-socorros para leigos, obesidade infantil, gripe suína, entre outros. A última reunião foi usada para a troca de informações sobre aleitamento materno e alergias alimentares.

De acordo com a pediatra e professora da FMB, Dra. Cátia Fonseca, existe a possibilidade de a Disciplina Pediatria Social passar a ser desenvolvida também no “Centro Educacional Professora Roseli Leite Alves”, escola de educação infantil recentemente inaugurada no Jardim Santa Elisa. “Só que vamos precisar de mais gente envolvida, talvez convidemos os residentes R1 para participarem”, cogita. A responsável pela disciplina é a pediatra e professora Francisca Faleiros.

{n}Sobre o “Médicos da Alegria”{/n}

O projeto de extensão é mantido por alunos da FMB há 9 anos. Eles frequentam oficinas e se preparam para atividades lúdicas que são realizadas com o objetivo de tornar menos hostil o ambiente onde as crianças estão internadas no Hospital das Clínicas. Os integrantes utilizam maquiagem e vestimentas alegres para brincar e distrair cs menores.

Fonte:
Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB e HC/Unesp