Vereador perde mandato por infidelidade partidária em Itatinga

 

José Carlos Marim: Fui precipitado ao sair do DEM
José Carlos Marim: Fui precipitado ao sair do DEM

O Acontece traz em primeira mão. Após julgamento pelo TRE-SP na noite desta quinta-feira, 07, o vereador de Itatinga José Carlos Marim, o Foinha, atualmente no PSDB, perdeu sua cadeira na Câmara Municipal. A Justiça Eleitoral entendeu que houve infidelidade partidária, uma vez que ele foi eleito como suplente em 2012 pelo DEM, tendo se mudado para o PSDB em 2015.

A cadeira foi pedida pela Procuradoria Regional Eleitoral. José Carlos Marim assumiu uma cadeira na Câmara de Itatinga em 2014, quando Marcelo de Oliveira, eleito pelo DEM, pediu afastamento do Legislativo para trabalhar na Prefeitura de Botucatu.

Em 2015, alegando gratidão com o vereador e ex-prefeito Ailton Faria, presidente do PSDB local, mudou de partido, assumindo o risco de perder a cadeira. Foinha disse que agiu sem pensar direito na época.

“Fui precipitado, pois eu imaginava que ia sair a janela de mudança partidária, só que mudei dois dias antes da janela. Eu sabia que podia perder a cadeira se a janela não saísse, mas me precipitei e quando tentei viltar atrás não deu certo”, contou José Carlos Marim ao Acontece Botucatu.

João Bosco, presidente da Câmara e do DEM, diz que a justiça foi feita
João Bosco, presidente da Câmara e do DEM, diz que a justiça foi feita

Para o presidente da Câmara Municipal de Itatinga, João Bosco, a justiça falou mais alto neste momento. Ele revelou que tentou demover o ex-colega da ideia de mudança partidária.

“Eu me lembro que pedi para o Foinha ficar e ele alegou gratidão com o Ailton Lima. Ele foi avisado dos riscos e mesmo assim mudou. Após uma modificação da lei eleitoral, ele tentou voltar para o partido apenas para terminar seu mandato e eu não aceitei. Acho que foi feita justiça nesse caso, disse ao Acontece Botucatu João Bosco, que além de presidir o Legislativo, é presidente do DEM de Itatinga.

Quem assume?

O segundo suplente seria Nilton Polido, mas este também migrou para o PSDB em 2015. Com isso assume o terceiro suplente do DEM nas eleições de 2012, José Ribeiro Barros.

Sua posse deve ocorrer entre esta sexta-feira, 08 e segunda-feira, 09. Segundo a legislação eleitoral, José Carlos Marim não poderá mais recorrer para reaver seu mandato.

 

CASSADO
Decisão que fez o vereador perder o mandato