TOR prende homem com ecstasy e haxixe em Itatinga

Durante fiscalização a um ônibus que seguia de Campo Grande/MS para São Paulo, na Rodovia Castello Branco, km 208, Municipio de Itatinga, policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) ao entrevistar os passageiros e vistoriar seus pertences, localizaram sob as pernas de um homem uma bolsa, que tinha em seu interior 580 comprimidos de ecstasy e mais 33 fragmentos dos mesmos comprimidos, além de 465 gramas de haxixe.

O homem confessou que estaria levando a droga para o Rio de Janeiro e foi preso em flagrante por tráfico de entorpecentes, sendo encaminhado à Delegacia de Polícia de Itatinga e, posteriormente ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cerqueira César. O indiciado identificado pela polícia apenas pelas iniciais (H. Q. P.), de 20 anos, já possui antecedentes criminais por furto e uso de nota falsa, no Estado do Mato Grosso.

Vale lembrar que o haxixe é extraído do tricoma, das flores e das inflorescências da planta Cannabis sativa popularmente conhecida, popularmente,  como maconha ou marijuana), utilizado como entorpecente, que pode ser fumado ou ingerido.

Já o ecstasy é uma droga sintética (feita em laboratório),  usado, especialmente em baladas.  É vendido sob a forma de comprimidos e ocasionalmente em cápsulas. A dose de cada comprimido consumida é variável, podendo chegar de poucos miligramas a mais de 200 mg de anfetamina.