Temporal ‘transforma’ ruas de Bauru em rio e deixa moradores desalojados

O temporal que atingiu Bauru (SP) entre a noite de segunda-feira (9) e a madrugada de terça (10) “transformou” as principais ruas da cidade em rio e alagou casas e prédios públicos.

De acordo com a prefeitura, pelo menos 35 pessoas que moram na Vila Ipiranga e na favela São Manuel ficaram desalojadas e foram levadas a um abrigo cedido pela prefeitura.

O cruzamento das avenidas Nações Unidas e Rodrigues Alves foi um dos pontos mais afetados. Uma das faixas de trânsito foi interditada após o asfalto e calçadas serem arrancados. Placas de sinalização caíram e a rede de esgoto estourou.

Na manhã desta terça-feira, agentes de trânsito sinalizaram o local para motoristas e pedestres.

O calçadão da Rua Batista de Carvalho, Avenida Nuno de Assis e Avenida Daniel Pacífico também ficaram tomados pela enxurrada. Em alguns pontos da cidade, o nível da água ultrapassou um metro de profundidade e alguns carros foram arrastados com a força da chuva.

Cerca de 25 mil pessoas ficaram sem energia elétrica na região da Vila Santista. De acordo com o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, pelo menos três árvores de grande porte caíram sobre fios da rede elétrica e pelo menos oito quadras tiveram o asfalto arrancado.

Alagamentos

O trânsito ficou impedido na Avenida Nações Unidas, no cruzamento da linha férrea, próximo à rodoviária. A água subiu e impediu a passagem de veículos no local.

O viaduto da Avenida Rodrigues Alves sobre a Rodovia Marechal Rondon ficou alagado. A rua ao lado do sambódromo também ficou alagada. Um carro ficou parado no meio da enxurrada na Avenida Pedro de Toledo e foi empurrado pelos ocupantes até um local que não estava alagado.

Pacientes do Pronto-Socorro Central reclamaram que, com a chuva, as goteiras ficaram fortes dentro do prédio.

O prefeito Clodoaldo Gazzetta e os secretários de Bauru visitam, nesta terça-feira, alguns bairros de Bauru para analisar como será feito o rescaldo. De acordo com a prefeitura, a ação de combate à dengue agendada para a sexta-feira (13) foi transferida para o dia 20 de janeiro devido à situação emergencial causada pela chuva.

Fonte: G1/ Tv Tem